Mussolini e sua amante, Clara Petacci, após execução sumária e linchamento

Execução de Mussolini

Benito Mussolini, governante da Itália durante 21 anos, morre em 28 de abril de 1945. Inspirou a adoção dos regimes autoritários. Ele a amante Clara Petacci fugiam para a Suíça, quando foram pegos em Azzano, sendo executados por Walter Audisio, integrante do Comitê de Liberação da Alta Itália.

Fatos históricos
  • 357 — Imperador Constâncio II entra em Roma pela primeira vez para celebrar sua vitória sobre Magnêncio.
  • 1192 — Assassinato de Conrado de Monferrato (Conrado I), rei de Jerusalém, em Tiro, dois dias depois de seu título ao trono ser confirmado por eleição.
  • 1253 — Nichiren Daishonin, um monge budista japonês, recita pela primeira vez o Namu-myoho-rengue-kyo e declara que ele é a essência do budismo, fundando o Budismo de Nichiren.
  • 1611 – É feita a escritura de fundação da Universidade de Santo Tomás, em Manila, a mais antiga das Filipinas.
  • 1889 – Nasce Antonio Oliveira Salazar, governante português entre 1933 a 1970.
  • 1893 – Um levante militar na Nicarágua é promovido pelo general José Santos Zelaya.
  • 1896 – Guerra de Cuba: atentado com dinamite contra o Palácio dos Capitães Generais de Havana. 
  • 1906 – É ianugurada a Exposição Internacional de Milão.
  • 1912 – A Itália ocupa as ilha de Rodas, após a guerra da Lábia.
  • 1919 – As potências vencedoras da Primeira Guerra Mundial aceitam o projeto do presidente norte-americano, Woodrow Wilson, de criar uma Sociedade de Nações, destinada a manter a paz mundial. 
  • 1924 – Nasce Kenneth Kaunda, ex-presidente de Zâmbia.
  • 1930 – Nasce James Baker, político norte-americano.
  • 1937 – Nasce Sadam Husein, presidente do Iraque.
  • 1945 – Hitler se casa escondido, em Berlin, com Eva Braun.
  • 1945 – Benito Mussolini e sua amante, Clara Petacci, são executados em Dongo (norte da Itália) por ordem do Comitê de Liberação da Alta Itália.
  • 1947 – Federico XI sobe ao trono da Dinamarca.
  • 1952 – Entra em vigor o tratado de paz entre Estados Unidos e Japão, firmado em setembro de 1951. 
  • 1967 – É inaugurado, em Montreal, a Exposição Universal.
  • 1969 – De Gaulle deixa o cargo de presidente da França.
  • 1970 – Um marcapasso alimentado por energia nuclear é implantado, pela primeira vez, em um paciente, na França. 
  • 1988 – O ex-chRedação Terra do exército secreto armênio, Agop Agopian, é assassinado a tiros em um bairro de Atenas.
  • 1989 – Morre Raúl Sendic, fundador e dirigente dos tupamaros uruguaios.
  • 1992 – A guerra civil no Afeganistão chega ao fim, com a entrega do governo comunista a Sibgatulah Muyadedi. 
  • 1992 – Morre Francis Bacon, pintor britânico.
  • 1992 – Morre Olivier Messiaen, compositor francês.
  • 1994 – Morre Rafael Rabello, músico brasileiro.
  • 1995 – Aproximadamente 2 mil pessoas morrem em um terremoto em Neftegorsk (ilha russa).
  • 2001 — Aos 60 anos, Dennis Tito torna-se o primeiro turista espacial ao partir na nave russa Soyuz TM-32.

Chorei, não procurei esconder
Todos viram, fingiram
Pena de mim, não precisava
Ali onde eu chorei
Qualquer um chorava
Dar a volta por cima que eu dei
Quero ver quem dava.

Paulo Vanzolini

Foto do Dia

Paulo Emílio Vanzolini (São Paulo, 25 de abril de 1924 — São Paulo, 28 de abril de 2013) foi um zoólogo e compositor brasileiro, autor de famosas canções como "Ronda", "Volta por Cima" e "Na Boca da Noite".  Foi um dos idealizadores da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e ativo colaborador do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo que, com seu trabalho, aumentou a coleção de répteis de cerca de 1,2 mil para 230 mil exemplares.  Adaptou a Teoria dos Refúgios a partir de estudos conjuntos com o geógrafo Aziz Ab'Saber e com o norte-americano Ernest Williams. Refúgio foi o nome dado ao fenômeno detectado nas expedições de Vanzolini pela Amazônia, quando o clima chega ao extremo de liquidar com uma formação vegetal, reduzindo-a a pequenas porções. Assim formam-se espaços vazios no meio da mata fechada.
Paulo Emílio Vanzolini (São Paulo, 25 de abril de 1924 — São Paulo, 28 de abril de 2013) foi um zoólogo e compositor brasileiro, autor de famosas canções como “Ronda”, “Volta por Cima” e “Na Boca da Noite”.
Foi um dos idealizadores da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e ativo colaborador do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo que, com seu trabalho, aumentou a coleção de répteis de cerca de 1,2 mil para 230 mil exemplares.
Adaptou a Teoria dos Refúgios a partir de estudos conjuntos com o geógrafo Aziz Ab’Saber e com o norte-americano Ernest Williams. Refúgio foi o nome dado ao fenômeno detectado nas expedições de Vanzolini pela Amazônia, quando o clima chega ao extremo de liquidar com uma formação vegetal, reduzindo-a a pequenas porções. Assim formam-se espaços vazios no meio da mata fechada.
Nascimentos
»1442 — Eduardo IV de Inglaterra (m. 1483).
1568 — Teodósio II, Duque de Bragança (m. 1630).
1573 — Carlos de Valois-Angoulême, nobre francês (m. 1650).
1652 — Madalena Sibila de Hesse-Darmstadt, duquesa de Württemberg (m. 1712).
1667 — Jean Audran, gravurista francês (m. 1756).
1758 — James Monroe, político norte-americano (m. 1831).
1819 — Ezra Abbot, teólogo e estudioso bíblico norte-americano (m. 1884).
1838 — Tobias Michael Carel Asser, jurista e político neerlandês (m. 1913).
1842 — Gastão de Orléans, Conde d’Eu (m. 1922).
1855 — José Malhoa, pintor português (m. 1933).
1857 — Antônio Mariano de Oliveira, poeta e escritor brasileiro (m. 1937).
1865 — Vital Brazil, médico e cientista brasileiro (m. 1950).
1876 — Nicola Romeo, empresário e engenheiro italiano (m. 1938).
1889 — António de Oliveira Salazar, político e estadista português (m. 1970).
1900 — Heinrich Müller, oficial alemão (m. 1945).
1906 — Kurt Gödel, matemático e filósofo austríaco (m. 1978).
1908
Oskar Schindler, empresário alemão (m. 1974).
Ethel Catherwood, atleta canadense (m. 1987).
1911 — Lee Falk, diretor e produtor cinematográfico estadunidense (m. 1999).
1916 — Ferruccio Lamborghini, industrial italiano (m. 1993).
1924 — Kenneth Kaunda, político zambiano.
1926 — Harper Lee, escritora estadunidense (m. 2016).
1928 — Yves Klein, artista francês (m. 1962).
1930 — Carolyn Jones, atriz estadunidense (m. 1983).
1931
Nair Bello, atriz brasileira (m. 2007).
Antônio Augusto Amaral de Carvalho, jornalista e empresário brasileiro.
1932 — Américo Murolo, futebolista brasileiro (m. 2014).
1933 — Stênio Garcia, ator brasileiro.
1937 — Saddam Hussein, político e estadista iraquiano (m. 2006).
1941
Ann-Margret, atriz, dançarina e cantora sueca-americana.
Lucien Aimar, ex-ciclista francês.
1942 — Eliakim Araújo, jornalista e radialista brasileiro (m. 2016).
1943 — Jacques Dutronc, cantor, compositor e ator francês.
1945 — José Carlos Bernardo, ex-futebolista brasileiro.
1948 — Terry Pratchett, escritor britânico (m. 2015).
1949
Bruno Kirby, ator estadunidense (m. 2006).
Paulo César Pinheiro, letrista, compositor e poeta brasileiro.
Evanivaldo Castro, ex-futebolista brasileiro.
1950
Russell Alan Hulse, físico estadunidense.
Jay Leno, apresentador de televisão estadunidense.
1951 — Damião Vaz d’Almeida, político são-tomense.
1952 — Damião Feliciano, médico e político brasileiro.
1953 — Kim Gordon, músico norte-americano.
1954
Paul Guilfoyle, ator estadunidense.
John Pankow, ator estadunidense.
1955
Djamel Zidane, ex-futebolista argelino.
Eddie Jobson, músico britânico.
1957 — António Sousa, ex-futebolista português.
1960
Walter Zenga, ex-futebolista e treinador de futebol italiano.
Rui Águas, ex-futebolista e treinador de futebol português.
1963
Ariano Fernandes, político brasileiro.
Lloyd Eisler, ex-patinador artístico canadense.
1964 — L’Wren Scott, modelo e estilista estadunidense (m. 2014).
1965 — Ithamara Koorax, cantora brasileira.
1967 — Dario Hübner, ex-futebolista italiano.
1969
Leonardo Manzi, ex-futebolista brasileiro.
Íris Bustamante, atriz brasileira.
1970 — Diego Simeone, ex-futebolista e treinador de futebol argentino.
1971 — Bridget Moynahan, atriz estadunidense.
1972 — Picoli, ex-futebolista e treinador de futebol brasileiro.
1973
Jorge Garcia, ator estadunidense.
Pedro Pauleta, ex-futebolista português.
Francisco Palencia, ex-futebolista mexicano.
Zhang Enhua, ex-futebolista chinês.
1974
Ricardo Araújo Pereira, comediante português.
Penélope Cruz, atriz espanhola.
1975 — Kelly, ex-futebolista brasileiro.
1976 — Joseph Ndo, futebolista camaronês.
1977
Roni, ex-futebolista brasileiro.
Jorge Bolaño, ex-futebolista colombiano.
1980 — Bradley Wiggins, ciclista britânico.
1981
Jessica Alba, atriz estadunidense.
Ilary Blasi, modelo e apresentadora italiana.
1982
Harry Shum Jr., ator e dançarino costa-riquenho.
Diego Figueredo, futebolista paraguaio.
1983 — Karen Junqueira, atriz brasileira.
1984
Dmitriy Torbinskiy, futebolista russo.
Celso Halilo de Abdul, futebolista moçambicano.
1985
Joffre Guerrón, futebolista equatoriano.
Brandon Baker, ator estadunidense.
Renato Cachaça, futebolista brasileiro.
Mathilde Johansson, tenista francesa.
1986
Jumar, futebolista brasileiro.
Guilherme Siqueira, futebolista brasileiro.
Keri Sable, atriz estadunidense.
Jenna Ushkowitz, atriz e cantora sul-coreana.
1987
Patrick Kristensen, futebolista dinamarquês.
Zoran Tošić, futebolista sérvio.
Stephanie Corneliussen, modelo e atriz dinamarquesa.
Robin Schulz, DJ e produtor musical alemão.
1988
Juan Mata, futebolista espanhol.
Jonathan Biabiany, futebolista francês.
Emiliano Alfaro, futebolista uruguaio.
1989
Misato Nakamura, judoca japonês.
Gabriele Angella, futebolista italiano.
Emil Salomonsson, futebolista sueco.
Kim Sunggyu, cantor,dançarino e ator sul-coreano.
1991
Aleisha Allen, atriz estadunidense.
Ryunosuke Haga, judoca japonês.
1994 — Uilson, futebolista brasileiro.
1995 — Melanie Martinez, cantora estadunidense.
1996 — Tony Revolori, ator estadunidense.
1997 — Kevin Balanta, futebolista colombiano.
Falecimentos
» 1192 — Conrado de Monferrato, rei de Jerusalém (n. 1140).
1400 — Baldo dos Ubaldi, jurista italiano (n. 1327).
1641 — Hans Georg von Arnim-Boitzenburg, general alemão (n. 1583).
1643 — Francisco de Lucena, político português (n. 1578).
1813 — Mikhail Kutuzov, militar russo (n. 1745).
1841 — Johann Christian Wilhelm Augusti, teólogo, arqueólogo e orientalista alemão (n. 1772).
1876 — Thomas Aird, poeta britânico (n. 1802).
1918 — Gavrilo Princip, anarquista sérvio (n. 1894).
1936 — Fuad I do Egito (n. 1868).
1945
Benito Mussolini, jornalista e político italiano (n. 1883).
Clara Petacci, jovem italiana (n. 1912).
1954 — Léon Jouhaux, sindicalista francês (n. 1879).
1960 — Anton Pannekoek, astrônomo e teórico marxista neerlandês (n. 1873).
1973 — Jacques Maritain, filósofo francês (n. 1882).
1977 — Sepp Herberger, futebolista e treinador de futebol alemão (n. 1897).
1978 — Mohammed Daoud Khan, militar e político afegão (n. 1909).
1992
Brian Pockar, patinador artístico canadense (n. 1959).
Francis Bacon, pintor britânico (n. 1909).
1999
Arthur Schawlow, físico americano (n. 1921).
Alf Ramsey, técnico de futebol britânico (m. 1920).
Rory Calhoun, ator norte-americano (n. 1922).
2001
Carlos Scliar, desenhista, pintor, roteirista e designer gráfico brasileiro (n. 1920).
Ken Hughes, ator britânico (n. 1922).
Ricardo Câmara, ator, escritor e modelo brasileiro (n. 1963).
Elisa Martins da Silveira, pintora brasileira (n. 1912).
2002 — Ruth Handler, empresária estadunidense (n. 1916).
2007 – Carl Friedrich von Weizsäcker, físico e filósofo alemão (n. 1912).
2012 — Matilde Camus, poeta e escritora espanhola (n. 1919).
2013 — Paulo Vanzolini, zoólogo e compositor brasileiro (n. 1924).
2015 — Antônio Abujamra, ator, diretor de teatro e apresentador de televisão brasileiro (n. 1932).
Liturgia Católica
São Luís, praticava sacrifícios pela salvação das almas. Neste dia, nós contemplamos o fiel testemunho de Luís que, ao ser crismado, acrescentou ao seu prenome o nome de Maria, devido sua devoção à Virgem Maria, que permeou toda sua vida.

Nascido na França, no ano de 1673, de uma família muito numerosa, ele sentiu bem cedo o desejo de seguir o sacerdócio e assim percorreu o caminho dos estudos.

Como padre, São Luís começou a comunicar o Santo Evangelho e a levar o povo, através de suas missões populares, a viver Jesus pela intercessão e conhecimento de Maria. Foi grande pregador, homem de oração, amante da Santa Cruz, dos doentes e pobres; como bom escravo da Virgem Santíssima não foi egoísta e fez de tudo para ensinar a todos o caminho mais rápido, fácil e fascinante de unir-se perfeitamente a Jesus, que consistia na consagração total e liberal à Santa Maria.

São Luís já era um homem que praticava sacrifícios pela salvação das almas, e sua maior penitência foi aceitar as diversas perseguições que o próprio Maligno derramou sobre ele; tanto assim que foi a Roma para pedir ao Papa permissão para sair da França, mas este não lhe concedeu tal pedido. Na força do Espírito e auxiliado pela Mãe de Deus, que nunca o abandonara, São Luís evangelizou e combateu na França os jansenistas, os quais estavam afastando os fiéis dos sacramentos e da misericórdia do Senhor.

São Luís, que morreu em 1716, foi quem escreveu o “Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem”, que influencia ainda hoje, muitos filhos de Maria. Influenciou inclusive o saudoso Papa João Paulo II, que por viver o que São Luís nos partilhou, adotou como lema o Totus Tuus, Mariae, isto é, “Sou todo teu, ó Maria”.

 

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: