Amélia não tinha a menor vaidade. Amélia é que era mulher de verdade

Amélia não tinha a menor vaidade. Amélia é que era mulher de verdadeMário Lago faleceu no Rio de Janeiro, no dia 30 de maio de 2002. Foi um compositor, ator, poeta, radialista e advogado brasileiro. Entre suas músicas mais famosas estão “Ai que Saudades da Amélia” e “Atire a Primeira Pedra”, feitas em parceria com Ataúlfo Alves. A marcha carnavalesca “Aurora” que ficou famosa na voz de Carmem Miranda foi feita em parceria com Roberto Roberti e “Nada Além” feita em parceria com Custódio Mesquita famosa na voz de Orlando Silva. Atuou em várias novelas, entre elas, “O Casarão”, “Pecado Capital” e “Brilhante”. Participou de peças de teatro e filmes como “Terra em Transe” de Glauber Rocha. Militante político foi preso várias vezes.

Lago nasceu no Rio de Janeiro no dia 26 de novembro de 1911. Filho único do maestro Antônio Lago e de Francisca Maria Vicência Croccia Lago. Desde cedo dedicou-se às letras, publicou seu primeiro poema aos 15 anos. Formou-se em Direito em 1933, exercendo a profissão por poucos meses. Foi casado com Zeli com quem teve sete filhos.

Militante político do antigo Partido Comunista Brasileiro, foi amigo de Oscar Niemeyer e de Luís Carlos Prestes, a quem homenageou com o nome de um filho. Sua estreia como letrista de música popular foi com “Menina, Eu Sei de uma Coisa”, em parceria com Custódio Mesquita, gravada em 1935 por Mário Reis. Três anos depois, Orlando Silva realizou a famosa gravação do fox “Nada Além”, da mesma dupla de autores. Entre suas músicas mais célebres estão “Ai que Saudades da Amélia” e “Atire a Primeira Pedra”, ambas interpretadas por Ataúlfo Alves, “É Tão Gostoso, Seu Moço”, com Chocolate, que ficou conhecida na voz de Nora Ney, “Número Um” com Benedito Lacerda, o samba “Fracasso” e a marcha carnavalesca “Aurora”, em parceria com Roberto Roberti, famosa na interpretação de Carmem Miranda e “Amélia”, com seus versos: “Amélia não tinha a menor vaidade/ Amélia é que era mulher de verdade“, que ficou tão popular que o termo se tornou sinônimo de mulher submissa, dedicada aos trabalhos domésticos e que não reclama.

leia mais em: Mário Lago


50 anos de ‘100 anos de solidão’ e um levante na cidade que inspirou o livro

Enquanto Aracataca comemora 50º aniversário da obra, as ruas viram palco de violentos distúrbios

Enquanto Aracataca, a cidade de Gabriel García Márquez, comemora o 50º aniversário da publicação de Cem Anos de Solidão, as ruas do município se transformaram na madrugada da sexta-feira em palco de violentos distúrbios e confrontos com as forças de segurança pelos constantes cortes de luz.

Os manifestantes atacaram com pedras e objetos cortantes a Prefeitura e a sede local de Electricaribe, a subsidiária colombiana da empresa espanhola Gas Natural Fenosa que em março passado foi liquidada pelo Governo de Juan Manuel Santos após registrar um rombo de quase 1,3 bilhão de euros por falta de pagamento. A elétrica tem cerca de 2,5 milhões de clientes divididos em sete províncias do país. E em Magdalena é responsável pelo abastecimento na região do município Zona Bananera.

leia mais em: 100 anos de solidão


Joana D’Arc é queimada
Filha de camponeses, se dizia inspirada por Deus. Contribuiu de forma decisiva, mudando o rumo da Guerra dos Cem Anos, entre França e Inglaterra. Em 30 de maio de 1431, os ingleses a condenaram à morte na fogueira, sob a acusação de bruxaria. No mesmo dia, em 1920, foi canonizada pela Igreja.


Dia do Geólogo

Dia do Geólogo é comemorado anualmente em 30 de maio no Brasil.
A data é uma homenagem a todos os profissionais relacionados aos estudos da geologia, que podem trabalhar em várias áreas, como a paleontologia, petrologia, pesquisa mineral, geologia de petróleo, hidrogeologia, geotécnica, geoquímica, geofísica, geologia marinha e geologia ambiental.

O indivíduo interessado em seguir carreira nesta profissão, deverá concluir um curso de ensino superior em Geologia, através de uma instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), no Brasil.

O Dia do Geólogo é celebrado em 30 de maio em homenagem a aprovação do Projeto de Lei nº 2028/60, em 30 de maio de 1962, sendo criada a Lei nº 4.076, que regulamenta a profissão de geólogo.

A lei estipula que a profissão deve ser fiscalizada pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).


Dia das Bandeiras
Elas são uma expressão forte da representatividade de cada lugar e, por isso, carregam grande simbolismo em suas cores e desenhos. No Brasil, o verde, amarelo, azul e branco fazem alusão à toda a nossa natureza exuberante. E assim é em cada lugar ou organização que tem a sua própria bandeira.

Diferentemente do que muita gente pensa, as bandeiras não representam somente territórios ou povos. Elas também existem em instituições, como por exemplo, times de futebol ou hospitais.

Sempre que uma entidade é considerada importante para seus idealizadores é desenvolvida uma bandeira para representá-la.

Fatos históricos
  • 70 – Cerco de Jerusalém: Tito e as suas legiões romanas derrubam a segunda parede de Jerusalém. Os defensores judeus retiram-se para a primeira parede. Os romanos constroem uma circunvalação, cortando todas as árvores num raio de quinze quilômetros.
  • 1265 – Nasce Dante Alighieri, poeta italiano.
  • 1416 – Jerônimo de Praga é condenado à morte na fogueira por heresia, pelo Concílio de Constança, realizado na cidade de Constança, na Alemanha.
  • 1431 – Em Ruão, na França, Joana d’Arc é queimada na fogueira aos 19 anos por bruxaria.
  • 1536 – Henrique VIII de Inglaterra casa com Joana Seymour, 11 dias depois da execução de Ana Bolena.
  • 1593 – Morre Christopher Marlowe, dramaturgo inglês.
  • 1778 – Nasce Francisco María Arouet, Voltaire, escritor francês.
  • 1814 – O Tratado de Paris reconhece a República Dominicana como possessão espanhola.
  • 1815 – José Gaspar Rodríguez Francia se proclama ditador perpétuo e chRedação Terra da Igreja no Paraguai.
  • 1818 – Promulgada primeira constituição argentina.
  • 1834 – Joaquim António de Aguiar, apelidado de «O Mata-Frades», promulga uma lei, em Portugal, pela qual declara extintos «todos os conventos, mosteiros, colégios, hospícios, e quaisquer outras casas das ordens religiosas regulares», ficando os seus bens incorporados na Fazenda Nacional.
  • 1898 – Nasce Howard Hawks, diretor norte-americano de cinema.
  • 1906 – Inaugurado túnel de Simplom nos Alpes, o que facilitou a comunicação entre a Itália e a Suíça.
  • 1912 – Nasce Julius Axelrod, neuroquímico norte-americano, prêmio Nobel de Medicina em 1970.
  • 1915 – Expropriação de bens, deportação e matança de armênios na Turquia.
  • 1917 – Alexandre I torna-se rei da Grécia.
  • 1918 – A guerra civil cresce na Rússia. O governo dos soviets perde o controle da maior parte do país.
  • 1920 – Canonização da heroína francesa Joana D’Arc, que foi queimada na fogueira em Rouen, neste dia, em 1431.
  • 1926 – Triunfa o pronunciamento de Braga, encabeçado pelo general Gomes da Costa, que dá início a um regime militar em Portugal.
  • 1934 – É firmado um tratado entre Estados Unidos e Cuba, que inclui a abolição da emenda Platt e outorga a independência total da ilha.
  • 1940 – O governo da Bélgica suspende as funções do rei Leopoldo III, alegando conduta inconstitucional.
  • 1942 – Segunda Guerra Mundial: mil aviões britânicos bombardeiam a cidade alemã de Colônia.
  • 1945 – Um bombardeio inglês destrói a base de Peenemunde, onde os alemães fabricavam as famosas V-2.
  • 1948 – Syngman Rhee é nomeado presidente da Assembléia Nacional sul-coreana.
    1960 – Morre Boris Pasternak, escritor russo, ganhador do Prêmio Nobel 1958.
  • 1961 – Assassinado a tiros o ditador dominicano Rafael Leónidas Trujillo, em Santo Domingo.
  • 1967 – Independência de Biafra, território oriental da Nigéria.
  • 1972 – O presidente norte-americano Richard Nixon e as autoridades russas firmam em Moscou os acordos SALT, sobre limitação de armas nucleares.
  • 1981 – É assassinado o presidente de Bangladesh, Ziaur Rahman, em um golpe separatista dirigido pelo general Manzur.
  • 1986 – A quinta Encíclica do papa João Paulo II, entitulada Dominum et vivificantem é apresentada oficialmente no Vaticano.
  • 1990 – Terremotos no Peru e Romênia deixam dezenas de mortos.
  • 1992- A ONU decreta um embargo total contra a Sérvia e Montenegro.
  • 1998 – Paquistão realiza um teste nuclear subterrâneo no deserto de Kharan.
  • 2001 – O parlamento indonésio decide processar o presidente Abdurrahman Wahid em meio a violentos conflitos no país.
  • 2003 – Pelo menos 70 pessoas associadas à Liga Nacional para a Democracia são mortas pela máfia do governo na Birmânia. Aung San Suu Kyi, líder da oposição, fugiu do local, mas é presa logo depois.

Nós estamos condicionados a pensar que nossas vidas giram em torno apenas de grandes momentos. Todavia, os grandes momentos frequentemente nos pegam desprevenidos, e ficam maravilhosamente guardados em recantos que os outros podem considerar sem importância. E da mesma forma ocorrem outros momentos…

Fiz um acordo de coexistência pacífica com o tempo:
Nem ele me persegue, nem eu fujo dele, um dia a gente se encontra.

 Mário Lago


Predestinação
Poeminha dedicado a Mário Lago

Tinha no nome seu destino líquido:
mar, rio e lago.
Pois chamava-se Mário Lago.
Viu a luz sob o signo de Piscis.
Brilhava no céu a constelação de Aquário.
Veio morar no Rio.
Quando discutia, sempre levava um banho.
Pois era um temperamento trasbordante.
Sua arte preferida: água-forte.
Seu provérbio predileto: “Quem tem capa, escapa”.
Sua piada favorita: “Ser como o rio:
seguir o curso sem deixar o leito”.
Pois estudava: engenharia hidráulica.
Quando conheceu uma moça de primeira água,
Foi na onda.
Mas teve que desistir dos estudos quando
já estava na bica para se formar.
Então arranjou um emprego em Ribeirão das Lajes.
Donde desceu até ser leiteiro.
Encarregado de pôr água no leite.
Ficou noivo e deu à moça uma água marinha.
Mas ela o traiu com um escafandrista.
E fugiu sem dizer água vai.
Foi aquela água.
Desde então ele só vivia na chuva
Virou pau d’água.
Portanto, com hidrofobia.
Foi morar numa água furtada.
Deu-lhe água no pulmão.
Rim flutuante.
Água no joelho.
Hidropsia.
Bolha dágua.
Gota.
Catarata.
Morreu afogado.

1.6.1951
Millör Fernandes

Foto do Dia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nascimentos
»1010 – Renzong, imperador da China (m. 1063).
1664 – Giulio Alberoni, cardeal e estadista italiano (m. 1752).
1746 – Abade Faria, cientista luso-goês (m. 1819).
1757 – Henry Addington, 1.º Visconde Sidmouth, político britânico (m. 1844).
1768 – Étienne Marie Antoine Champion de Nansouty, general francês (m. 1815).
1811 – Cristiano Benedito Ottoni, militar e político brasileiro (m. 1896)
1814 – Mikhail Bakunin, escritor e ativista anarquista russo (m. 1876).
1845 – Amadeu I de Espanha (m. 1890).
1846 – Peter Carl Fabergé, ourives e joalheiro russo (m. 1920).
1854 – Wenceslau de Moraes, escritor português (m. 1929).
1864 – Mindaugas II da Lituânia (m. 1928).
1871 – Olga Engl, atriz alemã (m. 1946).
1872 – Paul-Émile Janson, político belga (m. 1944).
1885
Ethel Muckelt, patinadora artística britânica (m. 1953).
Villem Grünthal-Ridala, poeta lírico, tradutor, linguista e folclorista estoniano (m. 1942).
1886 – Randolph Bourne, escritor estadunidense (m. 1918).
1890 – Roger Salengro, político francês (m. 1936).
1896 – Howard Hawks, cineasta estadunidense (m. 1977).
1899 – Irving Thalberg, produtor cinematográfico estadunidense (m. 1936).
1908
Mel Blanc, dublador estadunidense (m. 1989).
Hannes Alfvén, físico sueco (m. 1995).
1909 – Benny Goodman, clarinetista estadunidense (m. 1986).
1912
Julius Axelrod, bioquímico estadunidense (m. 2004).
Hugh Griffith, ator britânico (m. 1980).
1919 – René Barrientos Ortuño, militar e político boliviano (m. 1969).
1932 – Solomon Wolf Golomb, matemático estadunidense (m. 2016).
1934
Aleksei Leonov, cosmonauta russo.
Alketas Panagoulias, futebolista e treinador de futebol grego (m. 2012).
1936 – Glória de Matos, atriz portuguesa.
1939
Dieter Quester, ex-automobilista austríaco.
Michael J. Pollard, ator estadunidense.
1940 – José Mestre Baptista, cavaleiro tauromáquico português (m. 1985).
1943 – Luis Rego, ator e músico franco-português.
1948 – Salvador Puig Antich, anarquista espanhol (m. 1974).
1950 – Bertrand Delanoë, político francês.
1951 – Fernando Lugo, político paraguaio.
1955 – Dietmar Constantini, ex-futebolista e treinador de futebol austríaco.
1958
Marie Fredriksson, cantora e compositora sueca.
Ted McGinley, ator estadunidense.
1959 – Phil Brown, ex-futebolista e treinador de futebol britânico.
1960 – Eugène Ekéké, ex-futebolista camaronês.
1963 – Shauna Grant, atriz e modelo estadunidense (m. 1984).
1964
Tom Morello, músico estadunidense.
Andrea Montermini, automobilista italiano.
Wynonna Judd, cantora estadunidense.
Mark Sheppard, ator e músico britânico.
1966
Thomas Häßler, ex-futebolista alemão.
Stephen Malkmus, músico estadunidense.
1967 – Vânia Abreu, cantora brasileira.
1968 – Zacarias Moussaoui, terrorista francês.
1970 – Erick Thohir, empresário e dirigente esportivo indonésio.
1971 – Idina Menzel, atriz e cantora estadunidense.
1972 – Mike Amigorena, ator argentino.
1974
Lamont Coleman (Big L), rapper estadunidense (m. 1999).
Konstantinos Chalkias, ex-futebolista grego.
Andry Rajoelina, político malgaxe.
Vigor Bovolenta, jogador italiano de vôlei (m. 2012).
1976
Magnus Norman, ex-tenista sueco.
Margaret Okayo, maratonista queniana.
Omri Katz, ator estadunidense.
1977
Akwá, ex-futebolista angolano.
Marc Dos Santos, treinador de futebol canadense.
Ivan Bebek, árbitro de futebol croata.
Joseph Musonda, futebolista zambiano.
Federico Vilar, futebolista argentino.
1978
Nicolás Olivera, futebolista uruguaio.
Lyoto Machida, lutador brasileiro artes marciais mistas.
1979 – Fabian Ernst, futebolista alemão.
1980
Steven Gerrard, ex-futebolista britânico.
Joachim Standfest, futebolista austríaco.
1981
Gianmaria Bruni, automobilista italiano.
Devendra Banhart, guitarrista, cantor e compositor estadunidense.
Ahmad Elrich, futebolista australiano.
1982 – Ricardo Canales, futebolista hondurenho.
1983
Jennifer Ellison, atriz, modelo e cantora britânica.
Frantz Bertin, futebolista haitiano.
Roger Lee Hayden, motociclista estadunidense.
Mustapha Allaoui, futebolista marroquino.
1984 – Antti Hynynen, futebolista finlandês.
1986 – Foxi Kethevoama, futebolista centro-africano.
1987 – Djalma Campos, futebolista angolano.
1988
Kelvin Etuhu, futebolista nigeriano.
Amanda Nunes, lutadora brasileira de artes marciais mistas.
1989
Alexandra Dulgheru, tenista romena.
Libor Kozák, futebolista tcheco.
Mikel San José, futebolista espanhol.
Jules Goda, futebolista camaronês.
Hyomin, cantora sul-coreana.
1990
Dean Collins, ator estadunidense.
Yoona, cantora sul-coreana.
Rafael Longuine, futebolista brasileiro.
1991 – Johan Martial, futebolista francês.
1993 – Naohisa Takato, judoca japonês.
1994 – Madeon, DJ e produtor musical francês.
1995 – Abner, futebolista brasileiro.
1996
Beatriz Haddad Maia, tenista brasileira.
Christian Garin, tenista chileno.
1997
Jake Short, ator estadunidense.
Eunha, cantora e dançarina sul-coreana.
1999
Guan Yu Zhou, automobilista chinês.
Ervino Soares, futebolista timorense.
2000 – Jared S. Gilmore, ator estadunidense.
Falecimentos
»1159 — Vladislau II da Polônia (n. 1105).
1252 — Fernando III de Leão e Castela (n. 1201).
1416 — Jerônimo de Praga, teólogo tcheco (n. 1379).
1431 — Joana d’Arc, heroína francesa e santa católica (n. 1412).
1593 — Christopher Marlowe, dramaturgo, poeta e tradutor inglês (n. 1564).
1594 — Bálint Balassi, poeta húngaro (n. 1554).
1640 — Peter Paul Rubens, pintor flamengo (n. 1577).
1714 — Gottfried Arnold, teólogo e historiador alemão (n. 1666).
1718 — Arnold Joost van Keppel, nobre e militar neerlandês (n. 1670).
1778 — Voltaire, filósofo e poeta francês (n. 1694).
1897 — Jeanne Arnould-Plessy, atriz francesa (n. 1819).
1955 — Bill Vukovich, automobilista estadunidense (n. 1918).
1960 — Boris Pasternak, escritor russo (n. 1890).
1961 — Rafael Leónidas Trujillo, militar e político dominicano (n. 1891).
1963 — Otto Preißecker, patinador artístico austríaco (n. 1898).
1964 — Eddie Sachs, automobilista estadunidense (n. 1927).
1965 — Louis Hjelmslev, linguista dinamarquês (n. 1899).
1966 — Wäinö Aaltonen, pintor e escultor finlandês (n. 1894).
1981 — Antônio Caringi, escultor brasileiro (n. 1905).
1984 — Anton Walter Smetak, compositor suíço (n. 1913).
1994
Agostino Di Bartolomei, futebolista italiano (n. 1955).
Juan Carlos Onetti, escritor uruguaio (n. 1909).
1999 — Kalju Lepik, poeta lírico estoniano (n. 1920).
2000 — Robert P. Casey, político estadunidense (n. 1932).
2002 — Mário Lago, ator, compositor e poeta brasileiro (n. 1911).
2006 — Daniel Herz, jornalista brasileiro (n.1954).
2007 — Jean-Claude Brialy, ator, realizador e cenarista francês (n. 1933).
2009
Ephraim Katzir, político israelense (n. 1916).
Luís Cabral, político guineense (n. 1931).
Yaffar al Numeiry, político sudanês (n. 1930).
2015 — L. Tom Perry, religioso estadunidense (n. 1922).
Liturgia Católica

São Fernando viveu um reinado justo marcado pela fé, caridade e esperança

Nasceu na Espanha, no ano de 1199, na família real. Fugiu daquilo que poderia perverter sua vida moral e tinha grande amor a Virgem Santíssima, pelo fato de ter ficado muito enfermo quando criança, e, através da intercessão de Nossa Senhora ele recuperou a saúde. Foi um jovem mariano e eucarístico.

Fernando descobriu sua vocação ao matrimônio e casou-se com Beatriz. Teve 13 filhos. Assumiu o reinado e não descuidou de seu povo, tratando-os como filhos, em especial os pobres.

Viveu um reinado justo marcado pela fé, caridade e esperança.

Com a saúde fragilizada aos 54 anos, pegou uma grave enfermidade, recebeu os Sacramentos e quis comungar Jesus Eucarístico de joelhos, num ato de adoração. Abraçou a cruz, aconselhou os filhos e partiu para a Glória

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: