O Apartheid

O Apartheid
Em 29 de junho de 1948, o Partido Nacional Sul-Africano ganha as eleições, usando como slogan a palavra apartheid (separação, em africâner). O sistema tradicional de segregação racial trouxe educação segregada, proibição de casamentos interraciais e deportações arbitrárias de negros considerados indesejáveis.

Dr. D.F. Malan, o principal arquiteto do apartheid, liderou o Partido Nacional na primeira campanha que se centrou em apelos abertamente racistas à unidade branca. O Partido prometeu que se eleito faria permanente essas reservas sob os princípios fundamentais comuns de separação e tutela.

Logo depois, o novo governo instituiu uma série de políticas em nome do apartheid que buscava “garantir a sobrevivência da raça branca” e manter as diferentes raças separadas em todos os níveis da sociedade e em todas as facetas da vida. Um dos primeiros atos aprovados foi a Lei de Proibição de Casamentos Mistos, em 1949, que proibia o casamento entre europeus e não europeus. No ano seguinte, uma nova legislação proibia as relações sexuais entre europeus e não europeus. Além disso, em 1950, o governo de Malan aprovou a Lei de Registro de População, que categorizou todos os sul-africanos por raça e, posteriormente, exigiu que as pessoas carregassem com eles, em todo momento, um cartão que declarasse sua identidade racial. Esta Lei foi posteriormente modificada em 1952, através da emissão de “livros de referência” em vez de passes de identificação. Qualquer pessoa capturada sem o “livro de referência” era multada ou presa.

leia mais em: Apartheid

Fatos históricos
  • 1613 — O Globe Theatre, em Londres, onde William Shakespeare apresentou suas peças, é destruído por um incêndio.
  • 1720 — Revolta de Filipe dos Santos, em Vila Rica, Minas Gerais.
  • 1816 – Combate da Cuchilla del Tambo, onde os patriotas colombianos são derrotados pelas tropas reais a mando do general Pablo Morillo.
  • 1845 — Fundação da Imperial Colônia de Petrópolis, RJ, com a chegada dos colonos alemães.
  • 1850 — Descoberto carvão na ilha Vancouver, no Canadá.
  • 1868 – Pio IX convoca o Concílio Vaticano I, que devia ser inaugurado em Roma em 8 de dezembro do ano seguinte.
  • 1873 – Nasce Alexis Carrel, médico e humanista francês, Nobel 1912.
  • 1886 – Nasce Robert Schumann, político francês, um dos “pais da Europa”.
  • 1890 – Tratado franco-espanhol que dá à Espanha os direitos de domínio sobre um território no Golfo de Guiné, atual Guiné Equatorial.
  • 1893 – Nasce Pedro Albizu Campos, líder da Independência porto-riquenha.
  • 1900 – Começa a funcionar a Fundação Nobel que outorga os prêmios com este nome.
  • 1905 – Violentos enfrentamentos nos portos russos, especialmente em Odessa. A Zntervenção do Exército deixa centenas de mortos.
  • 1912 – Os 5º Jogos Olímpicos são inaugurados em Estocolmo.
  • 1913 – O Parlamento norueguês concede às mulheres todos os direitos eleitorais.
  • 1917 – A República Autônoma da Ucrânia é proclamada.
  • 1933 – Primo Carnera é campeão mundial de boxe ao vencer por nocaute Jack Sharkey.
  • 1939 – Ocorre o primeiro vôo comercial entre Estados Unidos e Europa.
  • 1940 – Segunda Guerra Mundial: os alemães chegam à fronteira franco-espanhola e ocupam as ilhas anglo-normandas.
  • 1940 – Morre Paul Klee, pintor suíço.
  • 1945 — A União Soviética anexa a Transcarpátia.
  • 1948 – A África do Sul dá início ao “Apartheid”, em que a minoria branca discrimina a maioria negra.
  • 1949
    As tropas holandesas abandonam a Indonésia.
    A África do Sul implanta oficialmente o apartheid, regime de segregação racial.
  • 1958 – A Seleção Brasileira de futebol vence a primeira Copa do Mundo por 5 a 2 da Suécia, em Estocolmo.
  • 1971 – Morrem os três tripulantes da nave espacial soviética “Soyuz II”, em acidente pouco antes de aterrissarem.
  • 1973 – Fracassa um golpe de Estado contra o presidente chileno Salvador Allende.
  • 1974 – Isabel Martínez de Perón ocupa a Presidência da Argentina devido à doença do marido.
  • 1980 – Eleições gerais na Bolívia. Nenhum dos candidatos à Presidência consegue a maioria absoluta, e uma Junta presidida por García Meza assume o comando do país.
  • 1986 – Argentina ganha a 13ª Copa do Mundo de futebol, disputada no México.
  • 1990 – Morre Irving Wallace, escritor norte-americano.
  • 1991 – Morre Henri Lefebvre, filósofo e sociólogo francês.
  • 1992 – A Assembléia Legislativa panamenha aprova uma reforma da Constituição de
  • 1972 que bane permanentemente o Exército.
  • 1992 – Assassinado a tiros o presidente argelino, Mohamed Budiaf, em Anaba, por um extremista da FIS.
  • 1994 – O banqueiro mexicano Alfredo Harp é liberado após 103 dias de seqüestro e depois de pagar US$ 30 milhões.
  • 1994 – O socialista Tomiichi Murayama é eleito primeiro-ministro do Japão.
  • 1995 – Depois de mais de mil anos de dissidência, o Patriarca de Constantinopla, Bartolomé I, e o papa João Paulo II, celebram uma missa conjunta na Basílica de São Pedro.
  • 1995
    O ônibus espacial norte-americano Atlantis e a estação russa Mir se unem no espaço, 20 anos depois do primeiro acoplamento orbital russo-norteamericano.
    Um shopping em Seul, capital da Coreia do Sul explode, matando 502 pessoas.
  • 1996 – Morre Margaux Hemingway, atriz norte-americana.
  • 1999 – Um tribunal de Segurança Estatal turco condena à morte o líder do Partido dos Trabalhadores do Kurdistán (PKK), Abdalá Ocalan, por crimes de traição e separatismo.
  • 2000 – Morre Vittorio Gassman, ator italiano.
  • 2001
    Kofi Annan é reeleito secretário-geral da ONU.
  • Morre Eligio García Márquez, jornalista e escritor colombiano.

É curioso observar que quase todos os homens que valem muito têm maneiras simples, e que quase sempre as maneiras simples são vistas como indício de pouco valor.

Giacomo Leopardi

Foto do Dia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nascimentos
»1136 — Petronila de Aragão (m. 1173).
1318 — Iúçufe I de Granada (m. 1354).
1397 — João II de Aragão (m. 1479).
1475 — Beatriz d’Este, duquesa de Bari e Milão (m. 1497).
1482 — Maria de Aragão e Castela, Rainha de Portugal (m. 1517).
1517 — Rembert Dodoens, médico e botânico flamengo (m. 1585).
1546 — Doroteia da Dinamarca (m. 1617).
1596 — Go-Mizunoo, imperador do Japão (m. 1680).
1725 — Maria Teresa Cybo-Malaspina, duquesa de Massa e Carrara (m. 1790).
1784 — Alejandro María Aguado, militar e banqueiro espanhol (m. 1842).
1786 — Pedro Juan Caballero, político paraguaio (m. 1821).
1798
Giacomo Leopardi, poeta italiano (m. 1837).
Willibald Alexis, escritor alemão (m. 1871).
1844 — Pedro I da Sérvia (m. 1921).
1860 — Júlio de Castilhos, jornalista e político brasileiro (m. 1903).
1868 — George Ellery Hale, astrônomo estadunidense (m. 1938).
1880 — Ludwig Beck, general alemão (m. 1944).
1886 — Robert Schuman, estadista francês (m. 1963).
1893 — Aarre Merikanto, compositor finlandês (m. 1958).
1900 — Antoine de Saint-Exupéry, aviador e escritor francês (m. 1944).
1901 — Nelson Eddy, cantor e ator estadunidense (m. 1967).
1911
Bernardo de Lippe-Biesterfeld nobre neerlandês (m. 2004).
Bernard Herrmann, compositor musical estadunidense (m. 1975).
1914 — Rafael Kubelík, maestro e compositor tcheco (m. 1996).
1921 — Harry Schell, automobilista norte-americano (m. 1960).
1923 — Sérgio Britto, ator e apresentador de televisão brasileiro (m. 2011).
1925 — Giorgio Napolitano, político italiano.
1931 — Palmirinha Onofre, culinarista e apresentadora de televisão brasileira.
1936 — David Jenkins, patinador artístico norte-americano.
1944 — Gary Busey, ator norte-americano.
1946 — José Rico, cantor brasileiro (m. 2015).
1948
Pedro Paulo Rangel, ator brasileiro.
Ian Paice, baterista britânico.
1949 — Neguinho da Beija-Flor, cantor e compositor brasileiro.
1950
Serginho Groisman, jornalista e apresentador de televisão brasileiro.
Lucia Hippolito, jornalista e cientista política brasileira.
1953 — Colin Hay, músico britânico.
1954 — Júnior, futebolista brasileiro.
1957
María Conchita Alonso, atriz e cantora venezuelana.
Gurbanguly Berdimuhammedow, político turquemeno.
1958 — Rosa Mota, atleta portuguesa.
1961 — Greg Hetson, músico norte-americano.
1964 — Tereza Seiblitz, atriz brasileira.
1965 — Dado Villa-Lobos, cantor, compositor e músico brasileiro.
1971 — Cléber Chalá, futebolista equatoriano.
1972
Cristina Pîrv, jogadora de vôlei romena.
Pedro Manso, humorista brasileiro.
1973 — George Hincapie, ciclista norte-americano.
1974 — Valdeno Brito, automobilista brasileiro.
1975 — Leandro Pedro Vuaden, árbitro de futebol brasileiro
1977
Pedrinho, futebolista brasileiro.
Zuleikha Robinson, atriz britânica.
1978
Nicole Scherzinger, cantora estadunidense.
Lorgio Álvarez, futebolista boliviano.
Paulo Lopes, futebolista português.
Steve Savidan, futebolista francês.
1979
Liliana Castro, atriz brasileira.
Darci, futebolista brasileiro.
Tomoyuki Sakai, futebolista japonês.
1980
Georgia Brown, cantora brasileira.
1981
Maria Maya, atriz brasileira.
1982 — Giancarlo Maldonado, futebolista venezuelano.
1984 — Satrio Hermanto, automobilista indonésio.
1985 — Danny Morais, futebolista brasileiro.
1986
Serena Deeb, wrestler] norte-americana.
Edward Maya, DJ, músico e produtor musical romeno.
Flávio Caça Rato, futebolista brasileiro.
1987
Ana Free, cantora portuguesa.
Pedro Leonardo, músico e ator brasileiro.
1988
Éver Banega, futebolista argentino.
Adrian Mannarino, tenista francês.
Elnur Mammadli, judoca azerbaijano.
1990
Tomotaka Okamoto, futebolista japonês.
Yann M’Vila, futebolista francês.
1991 — Addison Timlin, atriz americana.
Falecimentos
»67
São Pedro, principal discípulo de Jesus Cristo e primeiro papa (n. 1 a.C.).
Paulo de Tarso (São Paulo), um dos maiores defensores do cristianismo primitivo e um dos autores do Novo Testamento (n. 5).
1895 — Thomas Henry Huxley, biólogo britânico (n. 1825).
1895 — Floriano Peixoto, político brasileiro (n. 1839).
1940 — Paul Klee, pintor suíço (n. 1879).
1967
José Leitão de Barros, cineasta português (n. 1896).
Jayne Mansfield, atriz estadunidense (n. 1933).
1988 — Clóvis Graciano, pintor, desenhista, cenógrafo e ilustrador brasileiro (n. 1907).
2000 — Vittorio Gassman, ator italiano (n. 1922).
2003 — Katharine Hepburn, atriz norte-americana (n. 1907).
2005 — Emídio Guerreiro, político português (n. 1899).
2011 — Stefano Gobbi, religioso italiano (n. 1930).
2013 — Jim Kelly (ator), ator, artista marcial e jogador de tênis americano (n. 1946).
Liturgia Católica

Hoje a Igreja do mundo inteiro celebra a santidade de vida de São Pedro e São Paulo apóstolos

Estes santos são considerados “os cabeças dos apóstolos” por terem sido os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva, tanto por sua fé e pregação, como pelo ardor e zelo missionários.

Pedro, que tinha como primeiro nome Simão, era natural de Betsaida, irmão do Apóstolo André. Pescador, foi chamado pelo próprio Jesus e, deixando tudo, seguiu ao Mestre, estando presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro.

Em princípio, fraco na fé, chegou a negar Jesus durante o processo que culminaria em Sua morte por crucifixão. O próprio Senhor o confirmou na fé após Sua ressurreição (da qual o apóstolo foi testemunha), tornando-o intrépido pregador do Evangelho através da descida do Espírito Santo de Deus, no Dia de Pentecostes, o que o tornou líder da primeira comunidade. Pregou no Dia de Pentecostes e selou seu apostolado com o próprio sangue, pois foi martirizado em uma das perseguições aos cristãos, sendo crucificado de cabeça para baixo a seu próprio pedido, por não se julgar digno de morrer como seu Senhor, Jesus Cristo. Escreveu duas Epístolas e, provavelmente, foi a fonte de informações para que São Marcos escrevesse seu Evangelho.

Paulo, cujo nome antes da conversão era Saulo ou Saul, era natural de Tarso. Recebeu educação esmerada “aos pés de Gamaliel”, um dos grandes mestres da Lei na época. Tornou-se fariseu zeloso, a ponto de perseguir e aprisionar os cristãos, sendo responsável pela morte de muitos deles.

Converteu-se à fé cristã no caminho de Damasco, quando o próprio Senhor Ressuscitado lhe apareceu e o chamou para o apostolado. Recebeu o batismo do Espírito Santo e preparou-se para o ministério.

Tornou-se um grande missionário e doutrinador, fundando muitas comunidades. De perseguidor passou a perseguido, sofreu muito pela fé e foi coroado com o martírio, sofrendo morte por decapitação. Escreveu treze Epístolas e ficou conhecido como o “Apóstolo dos gentios”.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: