Milton Nascimento, Bituca.

Milton Nascimento, Bituca, nasceu no Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro de 1942. Ainda criança já mostrava interesse pela música. Com dois anos ficou órfão de mãe, passando a morar com a avó em Juiz de Fora, em Minas Gerais. Com seis anos foi morar em Três Pontas com os pais adotivos, o bancário e professor de Matemática Josino Campos e a professora de Música Lília Campos.

Com 13 anos ganhou seu primeiro violão. Aos 15 anos, Milton criou com Wagner Tiso, seu amigo de infância, o grupo vocal Som Imaginário. Logo depois criaram o W’s Boys, com Milton, Wagner, e seus irmãos Wesley e Wanderley. O grupo se apresentava nos bailes da região.

Em 1963, Milton mudou-se para Belo Horizonte, para fazer o vestibular para Economia, mas a música predominou. Na época, formou com Lô Borges, Beto Guedes, Márcio Borges e Fernando Brant, o Clube da Esquina. Em 1966 foi para São Paulo, mas estava difícil conseguir que suas músicas fossem gravadas. A sorte começou a mudar em setembro desse mesmo ano, quando conheceu Elis Regina, que gravou “Canção do Sal”, sua primeira música.

Por que o apelido carinhoso de Milton é Bituca? Quem explica é sua irmã, Elisabeth: “O apelido de Bituca é porque ele estudava no grupo, como se chamava na época. Um amigo dele bateu na porta de casa chamando pelo Bituca – isso foi minha mãe que me contou. Aí ela falou: “Quem é Bituca?”. “É o seu filho Bituca.” “Mas por que Bituca?” “Ah, porque ele é Botocudo, então, para ficar mais carinhoso, Botocudo ficou Bituca”.

leia mais em: MiNas – Bituca

Nascem as leis do futebol
Em 26 de outubro de 1863 são definidas as regras do futebol, em Londres. Um esporte jogado somente com os pés, porém regulamentado apenas com a fundação do The Football Association. Foi rápido o seu progresso e em poucos anos se tornou o esporte de maior preferência e o mais popular em todo o mundo.

Feriados e Eventos

Brasil

    • Aniversário de Quatiguá, Paraná
    • Aniversário de Igarapé-Açu, Pará
    • Dia do Trabalhador da Construção Civil
    • Dia nacional pelo passe livre, Brasil
    • Dia de Santo Evaristo, papa do século I
    • Dia Nacional da Áustria
    • Dia da Cruz Vermelha
Fatos históricos
  • 1811 – Um decreto assinado por Manuel de Sarratea, Feliciano Chiclana e Juan José Paso estabelece a liberdade de imprensa na Argentina.
  • 1813 – A Assembléia do Rio da Prata suprime as armas e títulos da nobreza.
  • 1838 – Traslado dos restos mortais do imperador do México Agustín Itúrbide, a catedral da capital mexicana.
  • 1861 – Inaugurado nos Estados Unidos o serviço de telégrafo.
  • 1863 – Estabelecido por escrito as regras do futebol na Freemason’s Tavern de Londres.
  • 1869 – Nasce Washington Luis Pereira de Souza, futuro presidente brasileiro.
  • 1905 – Suécia e Noruega separam-se pacificamente. A Dinamarca havia cedido a Noruega para a Suécia em 1814.
  • 1916 – Nasce François Maurice Marie Mitterrand, político francês.
  • 1917
    Entrada do Brasil na Primeira Guerra Mundial.
    Nasce o Gato Félix. O personagem ilustre dos desenhos animados é desenhado pelo australiano Pat Sullivan, que morava nos Estados Unidos.
  • 1919 – Banidos do Brasil mais de 100 líderes anarquistas após a descoberta de um plano para derrubar o governo.
  • 1920 – A Câmara dos Deputados mexicana confirma no cargo de presidente da república o general Álvaro Obregón.
  • 1936 – O Hospital Miguel Couto é inaugurado no Rio de Janeiro.
  • 1951 – Winston Churchill é reeleito primeiro ministro britânico, seguindo vitória de seu Partido Conservador nas eleições do dia anterior.
  • 1955 – O Conselho Nacional da Áustria aprova a nova Constituição em Viena, na qual o país se compromete a assumir uma postura de neutralidade na comunidade internacional.
  • 1955 – O general Ngo Dinh Diem proclama a República de Vietnã, com capital em Saigón, acumulando os cargos de chefe de Estado e chefe de Governo.
  • 1967 – O Xá do Irã é oficialmente coroado em seu quadragésimo oitavo aniversário, tendo adiado sua coroação por 26 anos.
  • 1972 – Começam as visitas guiadas a prisão de segurança máxima de Alcatraz.
  • 1976 – Morre no Rio de Janeiro, aos 79 anos, Emiliano Di Cavalcanti, um dos maiores pintores brasileiros de todos os tempos.
  • 1979 – O presidente da Coréia do Sul, Park Chung-Hee, é morto a tiros por seu chefe da inteligência, Kim Jae-Kyu.
  • 1986 – O chefe da guerrilha equatoriana Alfredo Jarrin é morto a tiros pela Polícia.
  • 1994 – Os primeiro-ministros de Israel, Isaac Rabin e da Jordânia, Abed Salam el-Mayali, firmam acordo de paz entre os dois países.
  • 1998 – Equador e Peru fecham em Brasília um acordo permanenente de paz e integração entre fronteiras.
Pensamento

A vida é curta demais; e temos muita coisa útil a realizar; de maneira que não se justifica a nossa preocupação em responder na altura a todas as coisas desagradáveis que ouvimos.

Eu creio em mim mesmo. Creio nos que trabalham comigo, creio nos meus amigos e creio na minha família. Creio que Deus me emprestará tudo que necessito para triunfar, contanto que eu me esforce para alcançar com meios lícitos e honestos. Creio nas orações e nunca fecharei meus olhos para dormir, sem pedir antes a devida orientação a fim de ser paciente com os outros e tolerante com os que não acreditam no que eu acredito. Creio que o triunfo é resultado de esforço inteligente, que não depende da sorte, da magia, de amigos, companheiros duvidosos ou de meu chefe. Creio que tirarei da vida exatamente o que nela colocar. Serei cauteloso quando tratar os outros, como quero que eles sejam comigo. Não caluniarei aqueles que não gosto. Não diminuirei meu trabalho por ver que os outros o fazem. Prestarei o melhor serviço de que sou capaz, porque jurei a mim mesmo triunfar na vida, e sei que o triunfo é sempre resultado do esforço consciente e eficaz. Finalmente, perdoarei os que me ofendem, porque compreendo que às vezes ofendo os outros e necessito de perdão.

Napoleon Hill

Vídeo do Dia
Nascimentos
»1491 – Zhengde, imperador chinês (m. 1521).
1685 – Domenico Scarlatti, compositor barroco italiano (m. 1757).
1759 – Georges Jacques Danton, político francês (m. 1794).
1802 – Miguel I de Portugal (m. 1866).
1818 – Tomás da Anunciação, pintor português (m. 1879).
1833 – Adelaide Phillips, contralto americana (m. 1882).
1869 – Washington Luís, político brasileiro (m. 1957).
1871 – Guillermo Kahlo, pintor teuto-mexicano (m. 1941).
1873 – Thorvald Stauning, político dinamarquês (m. 1942).
1883
Napoleon Hill, filósofo e escritor norte-americano (m. 1970).
Paul Pilgrim, atleta norte-americano (m. 1958).
1894 – Murilo Araújo, poeta brasileiro (m. 1980).
1900 – Mark Sandrich, cineasta norte-americano (m. 1945).
1909
Affonso Eduardo Reidy, arquiteto brasileiro (m. 1964).
Dante Quinterno, autor argentino de histórias em quadrinhos (m. 2003).
1910 – Elemer Kocsis, futebolista romeno (m. 1981).
1912 – Don Siegel, diretor de cinema estadunidense (m. 1991).
1914 – Jackie Coogan, ator norte-americano (m. 1984).
1915 – Joe Fry, automobilista britânico (m. 1950).
1916 – François Mitterrand, político francês (m. 1996).
1919 – Mohammad Reza Pahlavi, xá do Irã (m. 1980).
1922 – Darcy Ribeiro, antropólogo, político e escritor brasileiro (m. 1997).
1929 – Salomão Ésper, jornalista brasileiro.
1930 – Nélia Paula, atriz e comediante brasileira (m. 2002).
1932 – Lajos Csordás, futebolista húngaro (m. 1968).
1933
Crescencio Gutiérrez, ex-futebolista mexicano.
Raúl Sánchez, futebolista chileno (m. 2016).
1934 – Hans-Joachim Roedelius, tecladista e produtor musical alemão.
1936 – Shelley Morrison, atriz norte-americana.
1939 – Renee Schuurman, tenista sul-africana (m. 2001).
1942
Bob Hoskins, ator britânico (m. 2014).
Milton Nascimento, cantor e compositor brasileiro.
Anecy Rocha, atriz brasileira (m. 1977).
Jonathan Williams, automobilista anglo-egípcio (m. 2014).
1945 – Jaclyn Smith, atriz norte-americana.
1946 – Belchior, cantor e compositor brasileiro (m. 2017).
1947 – Ian Ashley, ex-automobilista britânico.
1948 – Heinrich Strasser, ex-futebolista austríaco.
1952 – Rosalba Ciarlini, política brasileira.
1954
Vasilis Chatzipanagis, ex-futebolista greco-uzbeque.
Carlos Agostinho do Rosário, economista e político moçambicano.
1955
Baltasar Garzón, jurista espanhol.
Jan Hoffmann, ex-patinador artístico alemão.
Evaristo Isasi, ex-futebolista paraguaio.
1956 – Rita Wilson, atriz norte-americana.
1957 – Hugh Dallas, ex-árbitro de futebol britânico.
1959 – Evo Morales, político boliviano.
1960 – Takashi Sekizuka, ex-futebolista e treinador de futebol japonês.
1961
Dylan McDermott, ator norte-americano.
Abel Rocha, maestro brasileiro.
1962 – Cary Elwes, ator britânico.
1963 – Natalie Merchant, cantora e pianista norte-americana.
1964
Irving São Paulo, ator brasileiro (m. 2006).
Rebecca de Alba, apresentadora de televisão mexicana.
1965
Kelly Rowan, atriz canadense.
Aaron Kwok, ator, dançarino e cantor chinês.
1966
Steve Valentine, ator britânico.
Marcela Muniz, atriz brasileira.
1968 – Robert Jarni, ex-futebolista croata.
1970
Benjamin Teixeira de Aguiar, médium psicógrafo e apresentador de TV brasileiro.
Carlos Amarilla, ex-árbitro de futebol paraguaio.
Lisa Ryder, atriz canadense.
1971
Anthony Rapp, ator e cantor norte-americano.
Brendan Augustine, ex-futebolista sul-africano.
1972 – Daniel Elena, automobilista monegasco.
1973 – Seth MacFarlane, roteirista, dublador, produtor cinematográfico e cantor norte-americano.
1974
Anita Rinaldi, atriz húngara.
Rosemarie DeWitt, atriz norte-americana.
1975 – Laurenţiu Roşu, ex-futebolista romeno.
1976
Hal Ozsan, ator norte-americano.
Fabiana Alvarez, atriz brasileira.
1977
Jon Heder, ator norte-americano.
Caito Mainier, ator, escritor e comediante brasileiro.
1978
CM Punk, wrestler norte-americano.
Stefano Morrone, ex-futebolista italiano.
1979
Satoshi Horinouchi, futebolista japonês.
Jordan Kerr, tenista australiano.
1980
Cristian Chivu, ex-futebolista romeno.
Khalid Abdalla, ator britânico.
1982
Adam Carroll, automobilista britânico.
Sota Nakazawa, futebolista japonês.
1983 – Dmitriy Sychev, futebolista russo.
1984
Adriano Correia, futebolista brasileiro.
Sasha Cohen, patinadora estadunidense.
Jefferson Farfán, futebolista peruano.
Rafael dos Anjos, lutador brasileiro de artes marciais mistas.
1985
Kafoumba Coulibaly, futebolista marfinense.
Damir Miranda, futebolista boliviano.
1986
Marco Rubén, futebolista argentino.
Erik Jendrišek, futebolista eslovaco.
1994 – Allie DeBerry, atriz norte-americana.
1996 – Danilo Pantić, futebolista croata.
Falecimentos
»0899 – Alfredo de Wessex (n. 849).
1764 – William Hogarth, pintor britânico (n. 1697).
1787 – António Lobo de Carvalho, poeta satírico português (n. 1730).
1835 – Charlotte MacDonnell, 3.° Condessa de Antrim (n. 1779).
1852 – Vincenzo Gioberti, filósofo e político italiano (n. 1801).
1879 – Andreas Aagesen, jurista dinamarquês (n. 1826).
1909
Ito Hirobumi, político japonês (n. 1841).
Oliver Otis Howard, oficial norte-americano (n. 1830)
1931 – Charles Comiskey, beisebolista estadunidense (n. 1859).
1933 – José Malhoa, pintor português (n. 1855).
1945 – Alexei Krylov, engenheiro naval russo (n. 1863).
1946 – Ioánnis Rállis, político grego (n. 1878).
1952 – Hattie McDaniel, atriz e cantora estadunidense (n. 1895).
1957
Gerty Cori, bioquímica norte-americana (n. 1896).
Níkos Kazantzákis, filósofo, escritor e dramaturgo grego (n. 1883).
1976 – Di Cavalcanti, pintor brasileiro (n. 1897).
1980 – Marcello Caetano, político português (n. 1906).
1989 – Charles J. Pedersen, químico norte-americano (n. 1904).
1993 – Tião Macalé, humorista brasileiro (n. 1926).
1997 – Hélio Beltrão, político brasileiro (n. 1916).
1998 – José Cardoso Pires, escritor português (n. 1925).
2006 – Rogério Duprat, maestro brasileiro (n. 1932).
2007 – Arthur Kornberg, bioquímico estadunidense (n. 1918).
2010 – Romeu Tuma, político brasileiro (n. 1931).
2011 – Jona Senilagakali, físico e político fijiano (n. 1929).
2014 – Senzo Meyiwa, futebolista sul-africano (n. 1987).
Liturgia Católica

São Luís Orione, era um grande devoto de Nossa Senhora, propagou a devoção mariana

O Papa João Paulo II, em 1980, colocou diante dos nossos olhos um grande exemplo de santidade expressa na caridade: Luís Orione. Nasceu em Pontecurone, um pequeno município na Diocese de Tortona, no Norte da Itália, no dia 23 de junho de 1872.

Bem cedo percebeu o chamado do Senhor ao sacerdócio. Ao entrar no Oratório, em Turim, recebeu no coração as palavras de São Francisco de Sales lançadas pelo amado São João Bosco: “Um terno amor ao próximo é um dos maiores e excelentes dons que a Divina Providência pode conceder aos homens”. Concluiu o ginásio, deixou o Oratório Salesiano, voltou para casa e depois entrou no seminário onde cursou filosofia, teologia, até chegar ao sacerdócio que teve como lema: “Renovar tudo em Cristo”. Luís Orione, sensível aos sofrimentos da humanidade, deixou-se guiar pela Divina Providência a fim de aliviar as misérias humanas.

Sendo assim, dedicou-se totalmente aos doentes, necessitados e marginalizados da sociedade. Também fundou a Congregação da “Pequena Obra da Divina Providência”. Em 1899, Dom Orione deu início a mais um Ramo da nova Congregação: os “Eremitas da Divina Providência”. Em 1903, Dom Orione recebeu a aprovação canônica aos “Filhos da Divina Providência”, Congregação Religiosa de Padres, Irmãos e Eremitas da Família da Pequena Obra da Divina Providência.

A Congregação e toda a Família Religiosa propunha-se a “trabalhar para levar os pequenos os pobres e o povo à Igreja e ao Papa, mediante obras de caridade”. Dom Orione teve atuação heróica no socorro às vítimas dos terremotos de Reggio e Messina (1908) e da Marsica (1915).

Por decisão do Papa São Pio X, foi nomeado Vigário Geral da Diocese de Messina por 3 anos. Vinte anos depois da fundação dos “Filhos da Divina Providência”, em 1915, surgiu como novo ramo a Congregação das “Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade”, Religiosas movidas pelo mesmo carisma fundacional.

O zelo missionário de Dom Orione cedo se manifestou com o envio de missionários ao Brasil em 1913 e, em seguida, à Argentina, ao Uruguai e diversos países espalhados pelo mundo. Dom Orione esteve pessoalmente como missionário, duas vezes, na América Latina: em 1921 e nos anos de 1934 a 1937, no Brasil, na Argentina e no Uruguai, tendo chegado até ao Chile. Foi pregador popular, confessor e organizador de peregrinações, de missões populares e de presépios vivos.

Grande devoto de Nossa Senhora, propagou de todos os modos a devoção mariana e ergueu santuários, entre os quais o de Nossa Senhora da Guarda em Tortona e o de Nossa Senhora de Caravaggio; na construção desses santuários será sempre lembrada a iniciativa de Dom Orione de colocar seus clérigos no trabalho braçal ao lado dos mais operários civis.

Em 1940, Dom Orione atacado por graves doenças de coração e das vias respiratórias foi enviado para Sanremo. E ali, três dias depois de ter chegado, morreu no dia 12 de Março, sussurrando suas últimas palavras: “Jesus! Jesus! Estou indo.” Vinte e cinco anos depois, em 1965, seu corpo foi encontrado incorrupto e depositado numa urna para veneração pública, junto ao Santuário da Guarda, em Sanremo na Itália.

O Papa Pio XII o denominou “pai dos pobres, benfeitor da humanidade sofredora e abandonada” e o Papa João Paulo II depois de tê-lo declarado beato em 26 de outubro de 1980, finalmente o canonizou em 16 de maio de 2004.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: