Uma viagem Real

Uma viagem Real
Em 26 de novembro de 1807 iniciou-se a viagem do príncipe regente Dom João e sua corte em direção ao Brasil. Outros 12 mil portugueses abandonaram seu país em direção ao solo brasileiro. É criado o Reino Unido de Portugal, Algarves e Brasil, que culminaria anos mais tarde na independência brasileira.

Feriados e Eventos
Brasil

    • Dia do Ministério Público.
    • Emancipação da cidade de Guarabira – Paraíba.
    • Emancipação da cidade de Solânea – Paraíba.
    • Emancipação da cidade de Cacoal – Rondônia.
    • Dia do aniversário da cidade de Cândido de Abreu – Paraná.
    • Dia do aniversário da cidade de Tremembé – São Paulo.
    • Dia do aniversário da cidade de São João do Caiuá – Paraná.
    • Dia do aniversário da cidade de Engenheiro Beltrão – Paraná.
    • Dia do aniversário da cidade de Sabáudia – Paraná.
Fatos históricos
  • 1504 – Morre Isabel I, rainha da Espanha.
  • 1807 – A corte portuguesa decide transferir-se para o Brasil fugindo da invasão francesa que ameaçava Lisboa.
  • 1845 – Curitiba é elevada a capital da província do Paraná.
  • 1907 – O Coronel Gustavo Lima ataca Lavras, no Ceará, e derruba seu irmão Honório.
  • 1910 – Acaba a Revolta da Chibata. Os marinheiros entregam a esquadra.
  • 1924 – É proclamada a República Popular da Mongólia. O país, que fica na Ásia Central, é herdeiro do Império Mongol.
  • 1930 – Getúlio Vargas define Lindolfo Collor como o primeiro responsável pelo Ministério do Trabalho.
  • 1931 – Nasce o argentino Adolfo Pérez Esquivel, prêmio Nobel da Paz em 1980.
  • 1934 – Começa a funcionar no Rio Grande do Sul a primeira refinaria brasileira de petróleo, a Destilaria Rio-Grandense de Petróleo.
  • 1939 – Nasce Tina Turner, cantora norte-americana.
  • 1941 – Durante a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos exigem que o Japão deixe o território chinês.
  • 1942 – Estréia no Hollywood Theather de Nova York o filme Casablanca.
  • 1945 – Em Nova York, ocorre um encontro histórico de músicos de jazz, reunindo, entre outros, Miles Davis e Max Roach.
  • 1948 – Em Dublin, o Parlamento decide proclamar a independência total da Irlanda.
  • 1950 – A China ingressa na Guerra da Coréia, lançando uma ofensiva contra soldados dos Estados Unidos, Coréia do Sul e Nações Unidas.
  • 1963 – Na Coréia do Sul, ocorrem eleições legislativas após 28 meses de governo militar.
  • 1964 – O governador de Goiás, Mauro Borges, é destituído do cargo.
  • 1974 – O México rompe relações diplomáticas com o Chile.
  • 1979 – O Comitê Olímpico Internacional readmite a China na entidade, depois de 21 anos de ausência.
  • 1985 – Ocorre a eleição presidencial em Honduras, com vitória do candidato liberal José Azcona.
  • 1993 – A Bélgica tem a primeira greve geral em quase meio século. Ocorrem paralisações na indústria e nos transportes, obrigando o governo a negociar com os sindicatos.
  • 1993 – O ator Grande Otelo, um dos maiores talentos artísticos do Brasil, morre aos 78 anos, vítima de parada cardíaca.
  • 1997 – Na votação da reforma administrativa, o governo brasileiro consegue a aprovação da demissão de servidores públicos estáveis por excessos de gastos.
Pensamento

Fiz um acordo de coexistência pacífica com o tempo:
Nem ele me persegue, nem eu fujo dele, um dia a gente se encontra.

Mário Lago

Vídeo do Dia
Nascimentos
»1288 – Go-Daigo, imperador japonês (m. 1339).
1436 – Catarina de Portugal (m. 1463).
1607 – John Harvard, sacerdote calvinista inglês (m. 1638).
1716 – Elizabeth Percy, Duquesa de Northumberland (m. 1776).
1810 – William George Armstrong, empresário britânico (m. 1900).
1827 – Ellen G. White, escritora e religiosa norte-americana (m. 1915).
1828 – René Goblet, político francês (m. 1905).
1832 – Mary Edwards Walker, cirurgiã norte-americana (m. 1919).
1839 – Francisco Rangel Pestana, jornalista e político brasileiro (m. 1903).
1845 – Facundo Machaín, político paraguaio (m. 1877).
1847 – Dagmar da Dinamarca (m. 1928).
1853 – Bat Masterson, jornalista esportivo norte-americano (m. 1921).
1857 – Ferdinand de Saussure, linguista suíço (m. 1913).
1864 – Herman Gorter, escritor holandês (m. 1927).
1869 – Maud de Gales, rainha-consorte da Noruega (m. 1938).
1876 – Willis Carrier, engenheiro e inventor norte-americano (m. 1950).
1883 – Mihály Babits, político húngaro (m. 1941).
1885 – Heinrich Brüning, político alemão (m. 1970).
1888
Francisco Canaro, cantor, músico e compositor uruguaio (m. 1964).
Ford Beebe, cineasta e roteirista norte-americano (m. 1978).
1892 – Mike McTigue, pugilista norte-americano (m. 1966).
1897 – Luis Batlle Berres, político uruguaio (m. 1964).
1898
Karl Waldemar Ziegler, químico alemão (m. 1973).
Héctor Scarone, futebolista uruguaio (m. 1967).
1903 – Alice Herz-Sommer, pianista tcheca (m. 2014).
1908 – Charles Forte, empresário britânico (m. 2007).
1909 – Eugène Ionesco, dramaturgo franco-romeno (m. 1994).
1910 – Cyril Cusack, ator sul-africano (m. 1993).
1911 – Mário Lago, ator, compositor e poeta brasileiro (m. 2002).
1918
Patricio Aylwin, político chileno (m. 2016).
Huber Matos, político e líder revolucionário cubano (m. 2014).
1919 – Henri Vidal, ator francês (m. 1959).
1921
Otello Zeloni, empresário e ator ítalo-brasileiro (m. 1973).
Imre Kovács, futebolista e treinador de futebol húngaro (m. 1996).
1922
Charles Schulz, cartunista estadunidense (m. 2000).
Gino Gardassanich, futebolista croata-americano (m. 2010).
1925 – Gregorio Álvarez, político uruguaio (m. 2016).
1926 – Armand Penverne, futebolista e treinador de futebol francês (m. 2012).
1928 – Károly Sándor, futebolista húngaro (m. 2014).
1931 – Adolfo Pérez Esquivel, arquiteto e ativista argentino.
1933 – Louis Turenne, ator canadense.
1934 – Jamshid Mashayekhi, ator iraniano.
1936 – Adán Godoy, ex-futebolista chileno.
1938 – Walter Lima Junior, diretor de cinema brasileiro.
1939
Tina Turner, cantora, compositora e atriz norte-americana.
Mark Margolis, ator norte-americano.
1940 – Sérgio Mota, engenheiro e político brasileiro (m. 1998).
1946 – Carlos Ebert, fotógrafo e produtor de cinema brasileiro.
1948
Fausto, cantor português.
Galina Prozumenshchikova, nadadora ucraniana (m. 2015).
1949
Mari Alkatiri, político timorense.
Nestor de Hollanda Cavalcanti, compositor e arranjador brasileiro.
1950 – Dieter Burdenski, ex-futebolista alemão.
1951
Anna Ilona Staller (Cicciolina), cantora, atriz italiana.
Dalmo Medeiros, jornalista, cantor e compositor brasileiro.
1953 – Desiré Wilson, ex-automobilista sul-africana.
1956 – Patrícia Medrado, ex-tenista brasileira.
1960 – Delio Rossi, treinador de futebol italiano.
1962
Fernando Bandeirinha, ex-futebolista português.
Bobô, ex-futebolista brasileiro.
1965 – Des Walker, ex-futebolista britânico.
1969 – Krunoslav Jurčić, ex-futebolista croata.
1970
John Amaechi, ex-jogador de baquete britânico.
Hugo Sosa, ex-futebolista paraguaio.
1971
Vanessa Lóes, atriz brasileira.
Akira Narahashi, ex-futebolista japonês.
Marcus Vinícius Faustini, diretor teatral, documentarista e escritor brasileiro.
1972
Francisco Nascimento, ator português.
André Domingos, atleta brasileiro.
1973
Batata, ex-futebolista brasileiro.
John Zimmerman, ex-patinador artístico americano.
Kristin Bauer, atriz estadunidense.
Peter Facinelli, ator estadunidense.
1975
DJ Khaled, músico, DJ e produtor norte-americano.
Gerardo Bedoya, futebolista colombiano.
Patrice Lauzon, ex-patinador artístico canadense.
Ronaldo Angelim, ex-futebolista brasileiro.
Vladislav Radimov, ex-futebolista russo.
1976 – Rita Lisauskas, jornalista brasileira.
1977 – Ivan Basso, ciclista italiano.
1978
Andrejs Rubins, ex-futebolista letão.
Ryan Toby, cantor e compositor norte-americano.
1979
Deborah Secco, atriz brasileira.
Julien Ingrassia, copiloto de ralis francês.
1980
Aruna Dindane, ex-futebolista marfinense.
Albert Montañés, ex-tenista espanhol.
1981
Diogo Amaral, ator português.
Natasha Bedingfield, cantora britânica.
Zola Matumona, futebolista congolês.
Stephan Andersen, futebolista dinamarquês.
Aurora Snow, atriz norte-americana.
1982 – Karl Henry, futebolista britânico.
1983
Sheron Menezzes, atriz brasileira.
Chris Hughes, empresário norte-americano.
Rachel Starr, atriz norte-americana.
1984
Felipe Adão, futebolista brasileiro.
Antonio Puerta, futebolista espanhol (m. 2007).
1985
Nikola Pokrivač, futebolista croata.
Lil’ Fizz, rapper e ator norte-americano.
1986
Trevor Morgan, ator estadunidense.
Arsène Do Marcolino, futebolista gabonês.
Yukina Ōta, ex-patinadora artística japonesa.
Robert Olejnik, futebolista austríaco.
1987
Georgios Tzavelas, futebolista grego.
Fernando Varela, futebolista cabo-verdiano.
Missy Stone, atriz norte-americana.
Armando Cooper, futebolista panamenho.
1989 – Junior Stanislas, futebolista britânico.
1990
Danny Welbeck, futebolista britânico.
Rita Ora, cantora e atriz anglo-albanesa.
Gabriel Paulista, futebolista brasileiro.
1991 – Bernardo Castro Alves, ator brasileiro.
1995 – James Guy, nadador britânico.
1996
Louane Emera, atriz e cantora francesa.
Marc Roca, futebolista espanhol.
1997 – Farouk Miya, futebolista ugandês.
Falecimentos
»0399 – Papa Sirício (n. 334).
1504 – Isabel I de Castela (n. 1451).
1621 – Ralph Agas, agrimensor inglês (n. 1540).
1646 – Achille Harlay de Sancy, clérigo, orientalista e intelectual francês (n. 1581).
1696 – Gregório de Matos, advogado e poeta barroco brasileiro (n. 1623 ou 1633).
1811 – Caroline Spencer, Duquesa de Marlborough (n. 1742/43).
1827 – José Álvarez Cubero, escultor espanhol (n. 1768).
1896 – Coventry Patmore, poeta e crítico britânico (n. 1823).
1926 – John Browning, desenhador de armas americano (n. 1855).
1981 – Max Euwe, xadrezista neerlandês (n. 1901)
1991 – Dom Alberto Gaudêncio Ramos, bispo brasileiro (n. 1915).
1993
César Guerra-Peixe, compositor brasileiro (n. 1914).
Grande Otelo, ator e músico brasileiro (n. 1915).
1999 – Daniel Nathans, microbiologista norte-americano (n. 1928).
2000 – Plínio Doyle, advogado e bibliófilo brasileiro (n. 1906).
2003 – Soulja Slim, rapper estadunidense (n. 1977).
2004 – Philippe de Broca, diretor, roteirista e ator francês (n. 1933).
2005 – Takanori Arisawa, compositor e arranjador japonês (n. 1951).
2006
Mário Cesariny, poeta e pintor surrealista português (n. 1923).
Dave Cockrum, desenhista estadunidense (n. 1943).
2008 – Vitaly Karayev, político russo (n. 1962).
2016
Russell Shedd, teólogo norte-americano (n. 1929).
Arlindo de Carvalho, cantor e compositor português (n. 1930).
Roberto Corrêa, cantor e compositor brasileiro (n. 1940).
Liturgia Católica

São Leonardo de Porto Maurício, amante da pobreza

São Leonardo de Porto Maurício, encontrou cedo sua vocação ao Sacerdócio e renunciou a si mesmo

Lembramos hoje a santidade do sacerdote que, pela sua vida e missão, mereceu ser constituído pelo Papa Pio XI, como Patrono dos sacerdotes que, em qualquer parte da terra, se consagram às missões populares católicas.

São Leonardo, o grande missionário do século XVIII, como lhe chamou Santo Afonso Maria de Ligório, nasceu em Porto Maurício, perto de Gênova, Itália, a 20 de dezembro de 1676. Aconteceu que Leonardo perdeu muito cedo sua mãe, tendo sido criado e educado pelo seu tio. Encontrou cedo sua vocação ao Sacerdócio, por isso, ao renunciar a si mesmo, foi para Roma formar-se no Colégio da Companhia de Jesus. Por causa da sua inocência e sólida virtude, conquistou a simpatia e a alta consideração de seus superiores, que nele viam outro angélico Luís Gonzaga. Entrou para a Ordem Franciscana, no Convento de São Boaventura, e com 26 anos já era Padre.

Começou a vivenciar toda a riqueza do Evangelho e a radicalidade típica dos imitadores de Francisco, por isso ocupou posições cada vez maiores no serviço à Ordem, à Igreja e para com todos. Devoto da Virgem Maria, que lhe salvou a vida num tempo de incurável doença (tuberculose), São Leonardo de Porto Maurício era devotíssimo do Sagrado Coração de Jesus na forma da adoração ao Jesus Eucarístico.

Foi, no século XVIII, o grande apóstolo do santo exercício da Via-Sacra. Era um grande amante da pobreza radical e franciscana. Toda a vida, penitências e orações de São Leonardo convergiam para a salvação das almas. Era tal a unção, a caridade ardente e o entusiasmo que repassava em suas pregações, que o célebre orador Bapherini, encanecido já no exercício da palavra, sendo enviado por Clemente XII a ouvir os sermões de Leonardo para depois o informar a este respeito, desempenhou-se da sua missão dizendo “que nunca ouvira pregador mais arrebatador, que o efeito de seus discursos era irresistível, que ele próprio não pudera reter as lágrimas”. São Leonardo era digno sucessor de Santo Antônio de Lisboa, de São Bernardino de Sena e de São João Capistrano.

O próprio Pontífice Bento XIV quis ouvir o famoso missionário, e para isso chamou-o a Roma, em 1749, a fim de preparar os fiéis para o Ano Santo. Depois de derramar-se por Deus e pelos outros, São Leonardo de Porto Maurício, não se tornou mártir, como tão desejava, mas deu toda sua vida no dia-a-dia até adoecer e entrar no Céu a 26 de novembro de 1751, no Convento de São Boaventura, em Roma, onde, 54 anos antes, se consagrara ao Senhor sob o burel de São Francisco. Não se limitou apenas à pregação o ilustre missionário de Porto Maurício; deixou também vasta coleção de escritos, publicados a princípio isoladamente, e reunidos depois numa grande edição, que prolonga no futuro a sua prodigiosa ação missionária, não apenas dentro das fronteiras da Itália, mas cujo âmbito é todo o mundo civilizado, pelas traduções feitas em quase todas as línguas cultas. Estes escritos constituem, em geral, um rico tesouro de verdades ascéticas e ensinamentos morais e homiléticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: