O julgamento histórico

O julgamento histórico
Em 07 de dezembro de 1994, o ex-presidente Fernando Collor de Mello e seu tesoureiro, Paulo César Farias, começam a ser julgados pelas acusações de corrupção passiva e falsidade ideológica, durante o seu governo. O ministro-relator Ilmar Galvão, concluiu pela absolvição de Collor por falta de provas.
leia mais em:

Feriados e Eventos
Brasil

    • Aniversário de Mongaguá, São Paulo
    • Aniversário de Sapucaia, Rio de Janeiro

Estados Unidos da América

    •  Pearl Harbor Day (aniversário da invasão japonesa) – Data local.

Internacional

    • Dia Internacional da Aviação Civil – Evento internacional criado para homenagear o setor – Comemorado no Brasil e Portugal.
Fatos históricos
  • 1858 – Franceses e espanhóis bloqueiam a Conchinchina.
  • 1866 – Abertura da navegação do rio Amazonas e seus afluentes e do rio São Francisco aos navios mercantes de todas as nações.
  • 1909 – Na França, uma nova lei fixa salários e condições de pagamento.
  • 1917 – Os Estados Unidos entram na primeira Guerra Mundial e declaram guerra contra o Império Austro-Húngaro.
  • 1921 – Áustria e Estados Unidos voltam a ter relações diplomáticas.
  • 1933 – O general Cristóvão Barcelos propõe a mudança da Capital brasileira para o Planalto Central.
  • 1941 – Os Estados Unidos entram na Segunda Guerra Mundial depois que os japoneses atacaram Pearl Harbor, no Havaí.
  • 1966 – A Síria pede a queda do rei Hussein da Jordânia.
  • 1975 – O exército da Indonésia invade oficialmente o leste do Timor, então colônia portuguesa. Um ano depois a região é anexada ao país invasor.
  • 1981 – A Espanha torna-se o mais novo membro da OTAN.
  • 1982 – No Texas, pela primeira vez uma execução com injeção letal é usada contra um condenado à morte nos Estados Unidos.
  • 1987 – A Unesco, Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, declara Brasília como patrimônio Cultural da Humanidade.
  • 1988 – O primeiro transplante simultâneo bem-sucedido de coração e pulmão em um único receptor é realizado em São Paulo.
  • 1988 – Um terremoto de 6,9 graus na escala Richter atinge a Armênia, causando a morte de mais de 25 mil pessoas.
  • 1988 – O líder palestino Yasser Arafat admite pela primeira vez, a existência de Israel. O Conselho Nacional Palestino declara o objetivo de criar um Estado.
  • 1993 – Um conselho multirracial assume o governo da África do Sul.
  • 1994 – Começa o julgamento do presidente Fernando Collor e do tesoureiro de sua campanha presidencial, Paulo César Farias.
  • 1994 – Yasser Arafat, presidente da Organização da Livre Palestina, exige que seja respeitada a sua autoridade na margem ocidental e na Faixa de Gaza.
  • 1995 – Uma sonda da nave espacial Galileo entra na atmosfera de Júpiter e transmite informação durante 75 minutos. A nave é destruída pela pressão atmosférica do planeta.
  • 1996 – Após 18 dias em órbita, a nave espacial Columbia retorna a Terra com sua tripulação. É o vôo de maior duração na história do veículo espacial norte-americano.
  • 1998 – Boris Yeltsin, recuperando-se de uma pneumonia, sai do hospital por três horas e demite vários de seus principais ajudantes.
Pensamento

Existem três grupos de pessoas: aqueles que fazem as coisas acontecerem; aqueles que olham para as coisas que acontecem e aqueles que se perguntam o que aconteceu.

Nicholas Murray Butler

Vídeo do Dia
Nascimentos
»1302 — Azão Visconti, condotiero italiano (m. 1339).
1598 — Bernini, artista italiano (m. 1680).
1637 — Bernardo Pasquini, compositor e organista italiano (m. 1710).
1731 — Abraham Hyacinthe Anquetil-Duperron, orientalista francês (m. 1805).
1754 — Richard Valpy, professor britânico (m. 1836).
1792 — Abraham Jacob van der Aa, escritor e geógrafo holandês (m. 1857).
1801 — Johann Nestroy, ator e dramaturgo norte-americano (m. 1862).
1810
Theodor Schwann, biólogo alemão (m. 1882).
Josef Hyrtl, biólogo e anatomista húngaro-austríaco (m. 1894).
1823 — Leopold Kronecker, matemático alemão (m. 1891).
1863
Pietro Mascagni, compositor italiano (m. 1945).
Felix Calonder, político suíço (m. 1952).
1873 — Willa Cather, escritora estadunidense (m. 1947).
1904 — Clarence Nash, dublador e cantor norte-americano (m. 1985).
1905 — Gerard Kuiper, astrônomo holandês (m. 1973).
1910
Edmundo Ros, músico trinitário (m. 2011).
Duncan McNaughton, atleta canadense (m. 1998).
1915 — Eli Wallach, ator norte-americano (m. 2014).
1917 — Ottorino Volonterio, automobilista suíço (m. 2003).
1920
Manuel Pereira da Silva, escultor português (m. 2003).
Fiorenzo Magni, ciclista italiano (m. 2012).
1924 — Mário Soares, político português (m. 2017).
1925 — Hermano da Silva Ramos, ex-automobilista brasileiro.
1927 — José Ivo Lorscheiter, bispo brasileiro (m. 2007).
1928 — Noam Chomsky, linguista e cientista político estadunidense.
1931 — James Grogan, patinador artístico estadunidense (m. 2000).
1932 — Policarpo Paz García, militar hondurenho (m. 2000).
1935 — Armando Manzanero, músico e compositor mexicano.
1937 — Ary dos Santos, poeta português (m. 1984).
1945 — Marion Rung, cantora finlandesa.
1948 — Roland Hattenberger, ex-futebolista austríaco.
1949 — Tom Waits, instrumentista, compositor, cantor e ator norte-americano.
1953 — Xuxa Lopes, atriz brasileira.
1954 — Zdzisław Kapka, ex-futebolista polonês.
1956 — Larry Joe Bird, ex-jogador e treinador de basquete norte-americano.
1960 — Abdellatif Kechiche, ator e cineasta tunisiano.
1962
Petar Aleksandrov, ex-futebolista búlgaro.
Grecia Colmenares, atriz venezuelana.
1963 — Theo Snelders, ex-futebolista holandês.
1964 — Roberta Close, atriz brasileira.
1965
Colin Hendry, ex-futebolista britânico.
Jeffrey Wright, ator e produtor cinematográfico norte-americano.
1966
Shinichi Itoh, motociclista japonês.
C. Thomas Howell, ator norte-americano.
1967 — Arcelia Ramírez, atriz mexicana.
1971
Vladimir Akopian, enxadrista armênio.
Chasey Lain, atriz norte-americana.
Mauricio Hadad, ex-tenista colombiano.
1972 — Tammy Lynn Sytch, wrestler norte-americana.
1973 — Damien Rice, cantor irlandês.
1974 — Nicole Appleton, cantora e atriz canadense.
1976 — Ivan Franceschini, ex-futebolista italiano.
1977
Delron Buckley, futebolista sul-africano.
Dominic Howard, baterista britânico.
Pape Sarr, futebolista senegalês.
Espen Baardsen, ex-futebolista norueguês.
1979
Jennifer Carpenter, atriz norte-americana.
Lampros Choutos, futebolista grego.
Vicente Sánchez, futebolista uruguaio.
Ronaldo Souza, lutador brasileiro de artes marciais mistas e jujitsu.
Sara Bareilles, cantora norte-americana.
Kon Artis, rapper e produtor musical norte-americano.
1980
Canindé, futebolista brasileiro.
Clemens Fritz, futebolista alemão.
John Terry, futebolista britânico.
1981
Nicholas Addlery, futebolista jamaicano.
Marko Ljubinković, futebolista sérvio.
Martin Tomczyk, automobilista alemão.
1984
Manuela do Monte, atriz brasileira.
Robert Kubica, automobilista polonês.
Luca Rigoni, futebolista italiano.
1985 — Dean Ambrose, wrestler norte-americano.
1987
Aaron Carter, cantor estadunidense.
Thomas Fiss, músico norte-americano.
1988
Emily Browning, atriz australiana.
Claudia Gadelha, lutadora brasileira de artes marciais mistas.
Nathan Adrian, nadador norte-americano.
1989
Nicholas Hoult, ator britânico.
Caleb Landry Jones, ator norte-americano.
1990
Urszula Radwańska, tenista polonesa.
David Goffin, tenista belga.
1993 — Jasmine Villegas, atriz e cantora norte-americana.
1994 — Yuzuru Hanyu, patinador artístico japonês.
1998 — Karina Ferrari, atriz e dançarina brasileira.
Falecimentos
»43 a.C. — Cícero, político e orador romano (n. 106 a.C.).
283 — Papa Eutiquiano (n. 240).
983 — Oto II, Sacro Imperador Romano-Germânico (n. 955).
1667 — Francisco de Melo e Torres, militar português (n. 1610).
1796 — Manoel Lopes Diniz, explorador e colonizador português (n. 1709).
1848 — Martins Pena, dramaturgo e diplomata brasileiro (n. 1815).
1894 — Ferdinand de Lesseps, diplomata e empresário francês (n. 1805).
1906 — Élie Ducommun, jornalista e pacifista suíço (n. 1833).
1927 — Carlos de Laet, jornalista e poeta brasileiro (n. 1847).
1947 — Nicholas Murray Butler, pedagogo, filósofo e político americano (n. 1862).
1962 — Kirsten Flagstad, soprano norueguesa (n. 1895).
1970 — Rube Goldberg, artista plástico, cartunista e escultor estadunidense (n. 1883).
1975
Beatrix Loughran, patinadora artística estadunidense (n. 1900).
Thornton Wilder, escritor estadunidense (n. 1897).
1983 — Fanny Cano, atriz mexicana (n. 1944).
1990 — Joan Bennett, atriz norte-americana (n. 1910).
1993 — Wolfgang Paul, físico alemão (n. 1913).
1998 — Martin Rodbell, bioquímico norte-americano (n. 1925).
2008 — António Alçada Baptista, romancista português (n. 1927).
2009 — Mark Ritts, ator norte-americano (n. 1946).
2010 — Gus Mercurio, ator americano-australiano (n. 1928).
2013 — Édouard Molinaro, ator, produtor, cineasta e roteirista francês (n. 1928).
2016 — Greg Lake, músico britânico (n. 1947).
Liturgia Católica

Santo Ambrósio – Bispo e Doutor da Igreja

Santo Ambrósio, usou as qualidades de organizador e administrador para o bem da Igreja

Hoje fazemos memória em toda a Igreja de Santo Ambrósio, Bispo e Doutor da Igreja. De nobre e distinta família romana, nasceu provavelmente em 339, em Tréviros, onde seu pai exercia o cargo de prefeito das Gálias. A mãe ficou viúva muito cedo e voltou a Roma com três filhos: Marcelina, que se consagrou a Deus e tomou o véu das virgens; Sátiro, que morreu em 378, depois de exercer altos cargos do Estado; e Ambrósio, o último, que seguiu a carreira diplomática, tradicional na família. Ambrósio desde cedo aprendeu a alimentar as virtudes cívicas e morais, ao ponto de ter sido governador da Emília, do Lácio e de Milão, antes de ser Bispo. Estudou Direito antes de estudar Teologia.

A mãe de Ambrósio devia ser cristã praticante e generosa. O Papa Libério (352-366) impôs pessoalmente o véu à filha dela, Marcelina, e parece que visitava a casa da nobre senhora romana. Todos da família beijavam a mão de Libério. Ambrósio, ainda criança, depois de se despedir do Pontífice, tratou de imitá-lo e estendeu a mão aos criados e à irmã, para que a beijassem. Marcelina recusou-a com bons modos mas ele respondia: “Não sabes que eu também hei-de ser Bispo?” Dizia então Ambrósio, por brincadeira, mais do que sabia. No entanto, era para isso que a Divina Providência o destinava. Ambrósio era governador de Milão. Com a morte do Bispo de Milão, chamado Ariano, Ambrósio foi para a eleição do novo Bispo, a fim de evitar grandes conflitos. Em meio a confusão, de repente uma criança grita: “Ambrósio, Bispo!”. O Clero e o povo aderiu e todos aclamaram: “Queremos Ambrósio Bispo!”. O povo teve que teimar durante uma semana, até que vendo nisto a voz de Deus, Ambrósio que ocupava alto cargo no Império Romano e somente era catecúmeno, cedeu a vontade do Senhor. O 1° Concílio de Niceia (325) tinha proibido que subisse ao Episcopado qualquer neófito. Mas o Papa e o Imperador aprovaram a eleição. Depois de batizado, foi ordenado sacerdote e logo em seguida Bispo de Milão. Tudo isso no ano de 374.

Providencialmente usou as qualidades de organizador e administrador para o bem da Igreja, podendo assim atuar no campo pastoral, político, doutrinal, litúrgico, ao ponto de merecer o título de grande Doutor e Padre do Cristianismo no Ocidente. Sua figura política ficou marcante, principalmente quando aplicou ao Imperador uma dura penitência pública comum, pois teria Teodósio consentido uma invasão à cidade de Tessalônica, que resultou na morte de muitos. À Imperatriz Justina, que desejou restaurar a estátua da deusa Vitória, opôs-se valentemente enquanto viveu. Santo Ambrósio, como homem de Deus, partilhou sua riqueza material e espiritual com o povo; jejuava sempre; pai carinhoso e tão grande orador que teve papel importante na conversão de Santo Agostinho. Deixou muitos escritos e morreu com 60 anos no ano de 397, após 23 anos de serviço ao seu amado Cristo, com estas palavras: “Não vivi de tal modo que tenha vergonha de continuar vivendo; mas não tenho medo de morrer, porque temos um Senhor que é bom”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: