A melodia do Luiz

Luiz Carlos dos Santos, Luiz Melodia 07 de Janeiro, 1951, compositor, cantor. Nascido no Estácio, filho do sambista Oswaldo Melodia, de quem herda as primeiras influências musicais, abandona os estudos no ginásio. Com alguns amigos forma o conjunto Instantâneos, que toca sucessos de Bossa Nova e Jovem Guarda.

No início da década de 70 já compõe, e suas músicas chamam atenção do poeta Waly Salomão (1943-2013), frequentador do Estácio. Waly e Torquato Neto (1944-1972) mostram a música “Pérola Negra” a Gal Costa (1945), que a inclui em seu disco Gal a Todo Vapor (1972), lançando o compositor, no mesmo ano em que assume Luiz Melodia como nome artístico também herdado de seu pai.

No ano seguinte Maria Bethânia grava “Estácio, Holy Estácio”, projetando definitivamente seu nome. Ainda em 1973 grava seu primeiro e clássico LP Pérola Negra.

É o disco Maravilhas Contemporâneas (1976) que consolida a carreira do compositor como intérprete. A partir de então promove a mistura entre o samba do Estácio, o funk, o soul, o rock e a bossa. Entre a década de 80 e 90, se apresenta em shows internacionais, principalmente pela Europa. No final da década de 1990, lança o disco Acústico Ao Vivo (1999).

Em 2003, lança seu primeiro dvd, gravado no PóloCine Vídeo, em Jacarepaguá, Rio de Janeiro que traz o show com participações especiais de artistas como Zeca Pagodinho e Luciana Melo.

Em 2008, lança o CD/DVD Estação Melodia, projeto totalmente dedicado ao samba, um desejo antigo do artista.

Em 2014, lança Zerima, depois de 13 anos sem um disco de composições inéditas, o trabalho passa por ritmos típicos de suas canções, como o samba. Músicas como “Cheia de Graça” e Dor de Carnaval” demonstram a tônica amorosa, presente em todo o disco.

leia mais em: Luiz Melodia

Feriados e Eventos

Brasil

  • Dia do leitor

Internacional

  • Dia da Liberdade de Cultos
  • Natal Ortodoxo – Igreja Ortodoxa.
  • Fiestas de San Julián em Ferrol, Espanha

Fatos históricos

  • 1131 — Canuto Lavard é assassinado em Haraldsted, Dinamarca, por seu primo, Magno I da Suécia.
  • 1325 — Afonso IV torna-se rei de Portugal.
  • 1549 — Criação de um governo central no Brasil, o chamado Governo-geral, sendo Tomé de Sousa o primeiro Governador-Geral.
  • 1558 — Tropas francesas, lideradas por Francisco, Duque de Guise, tomam Calais, a última posse continental da Inglaterra.
  • 1566 — Michele Ghisleri torna-se Papa, futuro São Pio V.
  • 1610 — Galileu Galilei observa as quatro maiores luas de Júpiter pela primeira vez (as quais são conhecidas como luas galileanas: Calisto, Europa, Ganímedes e Io).
  • 1785 — O francês Jean-Pierre Blanchard e o americano John Jeffries viajam de Dover, na Inglaterra, até Calais, na França em um balão de gás, tornando-se os primeiros a cruzarem o Canal da Mancha pelo ar.
  • 1835 — HMS Beagle ancora no Arquipélago de Chonos, no sul do Chile.
  • 1894 — William Kennedy Dickson recebe uma patente para filmes.
  • 1922 — Dáil Éireann ratifica o Tratado Anglo-Irlandês por uma votação de 64-57.
  • 1935 — Benito Mussolini e o ministro das Relações Exteriores francês Pierre Laval assinam o Acordo Franco-Italiano.
  • 1942 — Segunda Guerra Mundial: começa o cerco da península de Bataan.
  • 1945 — Segunda Guerra Mundial: o general britânico Bernard Montgomery realiza uma conferência de imprensa na qual reivindica crédito pela vitória na Batalha do Bulge.
  • 1959 — Os Estados Unidos reconhecem o governo de Fidel Castro em Cuba, cinco dias após a tomada de Havana por um grupo de revolucionários.
  • 1965 — Criação do Exército de Libertação Nacional da Colômbia.
  • 1968 — Programa Surveyor: Surveyor 7, a última nave espacial da série Surveyor, é lançada da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral.
  • 1979 — Terceira Guerra da Indochina: Guerra cambojana-vietnamita: Phnom Penh cai mediante o avanço das tropas vietnamitas, expulsando Pol Pot e o Khmer Vermelho.
  • 1982 — Fundação do Museu Afro-Brasileiro, em Salvador, Brasil.
  • 1984 — Brunei se torna o sexto membro da Associação de Nações do Sudeste Asiático.
  • 1985 — Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial lança a Sakigake, a primeira nave espacial interplanetária do Japão e a primeira sonda espacial a ser lançada por qualquer país que não os Estados Unidos ou a União Soviética.
  • 1998 — Programa Discovery: lançamento do Lunar Prospector.
  • 1999 — Começa o julgamento no Senado do impeachment do presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton.
  • 2015 — Atentado em Paris ao jornal satírico Charlie Hebdo deixa 12 mortos e 5 gravemente feridos.

Pensamento

Ilumina meus caminhos onde for
Estilhaços, teus abraços me encontrar
Navegando nas correntes do amor
Feito o dia, traz a luz e soa o som
Tanta vida pra viver
Tô quase acreditando
Sem trapaça, que esta sorte me levou
Tanta vida pra viver
Tô quase acreditando
Sem trapaça, que esta sorte me encontrou
Amiga, todo dia é dia de se praticar
Todas novas formas de te amar
Em cada encontro, uma cidade
Em cada estrela, uma saudade
Lua do universo a nos olhar
Tudo é fantasia
Quem sabia
Da morte da trapaça de não ser
Pressentia
Amar-te é maior sorte de se ter.

Luiz Melodia

Vídeo do Dia

Nascimento

  • 0889 — Abderramão III, emir e califa de Córdova (m. 961).
  • 1355 — Tomás de Woodstock, príncipe inglês (m. 1397).
  • 1502 — Papa Gregório XIII (m. 1585).
  • 1582 — Madalena de Brandemburgo, condessa de Hesse-Darmstadt (m. 1616).
  • 1624 — Guarino Guarini, arquiteto italiano (m. 1683).
  • 1647 — Duque Guilherme Luís de Württemberg (m. 1677).
  • 1685 — Jonas Alströmer, empresário sueco (m. 1761).
  • 1750 — Robert Anderson escritor e crítico literário britânico (m. 1830).
  • 1796 — Carlota de Gales (m. 1817).
  • 1800 — Millard Fillmore, político norte-americano (m. 1874).
  • 1833 — Henry Enfield Roscoe, químico britânico (m. 1915).
  • 1844 — Bernadette Soubirous, religiosa e santa francesa. (m. 1879)
  • 1856 — Alexandre Brodowski, engenheiro polonês (m. 1899).
  • 1899 — Francis Poulenc, compositor francês (m. 1963).
  • 1908 — Constance Wilson-Samuel, patinadora artística canadense (m. 1953).
  • 1916 — Elena Ceaușescu, política romena (m. 1989).
  • 1921 — Josué Guimarães, escritor brasileiro (m. 1986).
  • 1928 — William Peter Blatty, escritor norte-americano (m. 2017).
  • 1933 — Nicette Bruno, atriz brasileira.
  • 1935 — Valeri Kubasov, cosmonauta soviético (m. 2014).
  • 1939 — Romualdo Arppi Filho, ex-árbitro de futebol brasileiro.
  • 1940 — Lady Francisco, atriz brasileira.
  • 1941 — John Ernest Walker, químico britânico.
  • 1945 — Raila Odinga, político queniano.
  • 1948 — Ichiro Mizuki, cantor japonês.
  • 1951 — Luiz Melodia, cantor e compositor brasileiro (m. 2017).
  • 1953 — Rafael Cammarota, ex-futebolista brasileiro.
  • 1956 — David Caruso, ator norte-americano.
  • 1961 — Mara Lima, cantora brasileira.
  • 1964 — Nicolas Cage, ator norte-americano.
  • 1966 — Elena Bechke, patinadora artística russa.
  • 1968 — Cazé Peçanha, apresentador de televisão brasileiro.
  • 1969
  • David Yost, ator estadunidense.
  • Marco Simone, ex-futebolista italiano.
  • 1970 — João Ricardo, ex-futebolista angolano.
  • 1971 — Jeremy Renner, ator estadunidense.
  • 1972 — Pedro Contreras, ex-futebolista espanhol.
  • 1973 — Rafael Dudamel, futebolista venezuelano.
  • 1974 — Julen Guerrero, ex-futebolista espanhol.
  • 1975 — Beto, futebolista brasileiro.
  • 1976
  • Kaies Ghodhbane, futebolista tunisiano.
  • Marcelo Bordon, futebolista brasileiro.
  • Éric Gagné, jogador de beisebol canadense.
  • 1977 — Marco Storari, futebolista italiano.
  • 1979 — Ricardo Maurício, automobilista brasileiro.
  • 1980 — Adékambi Olufadé, futebolista togolês.
  • 1982
  • Andrea Pisanu, futebolista italiano.
  • Brett Dalton, ator norte-americano.
  • Lauren Cohan, atriz e modelo norte-americana.
  • 1983 — Wildstylez, DJ e produtor musical holandês.
  • 1984 — Xavier Margairaz, futebolista suíço.
  • 1985
  • Roger Rodrigues da Silva, futebolista brasileiro.
  • Lewis Hamilton, automobilista britânico.
  • Bănel Nicoliţă, futebolista romeno.
  • 1986 — Nuno Coelho, futebolista português.
  • 1987 — Davide Astori, futebolista italiano (m. 2018).
  • 1988
  • Patricia Moreno, ginasta espanhola.
  • Fernando Bob, futebolista brasileiro.
  • 1989
  • Emiliano Insúa, futebolista argentino.
  • Igor Portnyagin, futebolista russo.
  • 1990
  • Elene Gedevanishvili, patinadora artística georgiana.
  • Liam Aiken, ator estadunidense.
  • 1991
  • Caster Semenya, atleta sul-africana.
  • Eden Hazard, futebolista belga.
  • Alan Stevanović, futebolista suíço.
  • 1992
  • Ketlen Wiggers, futebolista brasileira.
  • Dudu, futebolista brasileiro.

Falecimento

  • 0312 Luciano de Antioquia, teólogo e mártir (n. c. 240).
  • 1131 — Canuto Lavard, príncipe dinamarquês (n. 1096).
  • 1452 — Amadeu VIII, Duque de Saboia, antipapa Félix V (n. 1383).
  • 1325 — Dinis I de Portugal (n. 1261).
  • 1355 — Inês de Castro rainha póstuma portuguesa (n. 1320).
  • 1529 — Peter Vischer, o Velho, escultor alemão (n. 145).
  • 1536 — Catarina de Aragão, rainha consorte da Inglaterra (n. 1485).
  • 1655 — Papa Inocêncio X (n. 1574).
  • 1830
  • Carlota Joaquina de Bourbon, rainha consorte de Portugal (n. 1775).
  • Thomas Lawrence, pintor britânico (n. 1769).
  • 1892 — Teufique Paxá (n. 1852).
  • Século XX
  • 1932 — André Maginot, político francês (n. 1877).
  • 1943 — Nikola Tesla, físico croata (n. 1856).
  • 1951 — René Guénon, escritor francês (n. 1886).
  • 1976 — Luís Sérgio Person, ator e diretor brasileiro (n. 1936).
  • 1984 — Alfred Kastler, físico francês (n. 1902).
  • 1989 — Hirohito, imperador japonês (n. 1901).
  • 1991 — José Guilherme Merquior, diplomata e pensador brasileiro (n. 1941).
  • 1995 — Murray Rothbard, teórico político e economista estado-unidense (n. 1926).
  • 1998 — Vladimir Prelog, químico croata (n. 1906).
  • 2000 — J. Silvestre, apresentador de televisão brasileiro (n. 1922).
  • 2001 — Charles Helou, político libanês (n. 1913).
  • 2002 — Geoff Crossley, automobilista britânico (n. 1921).
  • 2004 — Ingrid Thulin, atriz sueca (n. 1926).
  • 2006
  • Urano Teixeira da Mata Bacelar, militar brasileiro (n. 1947).
  • Alfred McMichael, futebolista britânico (n. 1927).
  • 2007
  • Joseph Meng Ziwen, arcebispo católico chinês (n. 1903).
  • Bobby Hamilton, automobilista norte-americano (n. 1957).
  • 2008 — Maryvonne Dupureur, atleta olímpica francesa (n. 1937).
  • 2009 — Anália de Victória Pereira, política angolana (n. 1941).
  • 2011 — Carlos Castro, jornalista e cronista social português (n. 1945).
  • 2015
  • Georges Wolinski, cartunista e quadrinista francês (n. 1934).
  • Charb, caricaturista e jornalista francês (n. 1967).
  • 2017 — Mário Soares, político português (n. 1924).

Liturgia católica

São Raimundo de Penãfort foi fiel aquilo que davam a ele como trabalho para a edificação da Igreja

Nasceu no castelo de Peñafort, Barcelona, Espanha, no ano de 1175. Desde cedo, muito dedicado aos estudos, ele se especializou em Bolonha, na Itália, na universidade onde se tornou também um reconhecido mestre. Deixou aquela realidade que tanto amava para obedecer ao Bispo de Barcelona que o queria como cônego. Ele prestou esse serviço até discernir seu chamado à vida religiosa, quando entrou para a família dominicana e continuou em vários cargos de formação, mas aberto à realidade e às necessidades da Igreja, onde exerceu o papel de teólogo do Cardeal-bispo de Sabina; também foi legado na região de Castela e Aragão; depois, transferido para Roma, ocupou vários cargos.

Ele não buscava nem tinha em mente um projeto de ocupar este ou aquele serviço, mas foi fiel àquilo que davam a ele como trabalho para a edificação da Igreja. Na Cúria Romana, quantos cargos ligados a Teologia, Direito Canônico! Um homem de prudência, de governo. Seu último cargo foi de penitencieiro-mor do Sumo Pontífice. Quiseram até escolhê-lo como Arcebispo, mas, nesta altura, ele voltou para a Espanha; quis viver em seu convento, em Barcelona, como um simples frade, mas fossem os reis, o Papa e tantos outros sempre recorriam ao seu discernimento.

São Raimundo escreveu a respeito da casuística. Enfim, pelos escritos e pelos ensinos, ele investia numa ação de mestres e missionários, pois tinha consciência de que precisava de missionários bem formados para que a evangelização também fluísse. Ele não fez nada sozinho, contou com a ajuda de São Tomás de Aquino, ajudou outros a discernir a vontade do Senhor, como São Pedro Nolasco, que estava discernindo a fundação de uma nova ordem consagrada a Nossa Senhora das Mercês – os mercedários. Homem humilde que se fez servo, foi escolhido como Superior Geral dos Dominicanos. Homem de pobreza, de obediência e pureza; homem de oração. Por isso, os santos como São Raimundo, um exemplo. Faleceu em Roma, em 1275; cem anos consumindo-se pela obra do Senhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: