Citação de propina para Governo FHC reaviva debate sobre alcance da Lava Jato

Citação de propina para Governo FHC reaviva debate sobre alcance da Lava JatoEx-diretor da Petrobras fala em 100 milhões desviados para gestão tucana, e ex-presidente rebate. Procuradores defendem operação, mas apontam percalços legais para punir crimes dos hoje opositores

Erga omnes, em tradução livre, significa “valerá para todos”. Foi o nome em latim escolhido para a 14ª das, até agora, 22 fases da Operação Lava Jato, que investiga a corrupção na Petrobras. Desde o início do escândalo, em março de 2014, delegados da Polícia Federal e procuradores do Ministério Público repetem que um dos objetivos da força-tarefa do caso é mostrar que ninguém está acima da lei. A máxima parece estar sendo cumprida – com a prisão inédita de banqueiros, empreiteiros, executivos e até mesmo de um senador –, mas um debate se instala: se delatores do esquema relatam pagamentos de propina durante o Governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), e não apenas na gestão do PT e aliados, será uma questão de tempo até os procuradores chegarem a nomes da oposição? O PT duvida e aponta a suposta seletividade das investigações. O sub-procurador-geral da República, Nicolao Dino, rechaça qualquer acusação de seletividade, mas diz que pode, sim, haver problemas que comprometam a “viabilidade jurídico-normativa” dos processos contra os tucanos. Eventuais malfeitos cometidos pelos hoje opositores e seus apoiadores na época poderiam esbarrar na prescrição criminal _quando expira o prazo pelo qual um crime pode ser punido.

leia mais em: propina

Feriados e Eventos

Brasil

  • Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos

Internacional

  • Dia Internacional do Obrigado
  • Albânia – Dia da República
  • Portugal – Tomada de Óbidos aos Mouros – Feriado Municipal de Óbidos
  • Marrocos –
  • Dia da Independência

Fatos históricos

  • 0532 — Revolta de Nika em Constantinopla: uma disputa entre torcedores de corrida de bigas – os Azuis e os Verdes – no hipódromo, resulta em violência.
  • 1055 — Teodora é coroada imperatriz do Império Bizantino.
  • 1158 — Ladislau II, duque da Boêmia torna-se rei da Boêmia.
  • 1580 — Iniciadas as Cortes de Almeirim que questionam o direito da nomeação de sucessor ao trono de Portugal.
  • 1787 — William Herschel descobre Titânia e Oberon, duas luas de Urano.
  • 1879 — Começa a Guerra Anglo-Zulu.
  • 1886 — Tem início a primeira edição oficial do campeonato mundial de xadrez.
  • 1890 — Ultimato britânico de 1890: os ingleses intimam Portugal a retirar suas tropas do território compreendido entre Moçambique e Angola incluídos no conhecido Mapa cor-de-rosa.
  • 1908 — Criação do Parque Nacional do Grand Canyon.
  • 1923 — Ocupação do Ruhr: tropas francesas e belgas ocupam o Vale do Ruhr para forçar a Alemanha a fazer os pagamentos de reparação da Primeira Guerra Mundial.
  • 1935 — Amelia Earhart é a primeira pessoa a fazer um voo solo do Havaí à Califórnia.
  • 1946 — Enver Hoxha, secretário-geral do Partido Comunista da Albânia, declara a criação da República Popular da Albânia com ele próprio como chefe de Estado.
  • 1972 — Paquistão Oriental passa a se chamar Bangladesh.
  • 1996 — Lançamento do STS-72 do Centro Espacial John F. Kennedy marca o início da 74ª missão do ônibus espacial e o 10º voo do Endeavour.
  • 2003 — Entra em vigor o atual Código Civil brasileiro.
  • 2013 — França intervém no norte do Mali contra conflito iniciado em 2012.
  • 2015
  • Dezenas de pessoas morrem após consumirem cerveja contaminada em um funeral em Moçambique.
  • Marcha pela República em memória das vítimas dos ataques de janeiro de 2015 (que começou com o ataque ao conselho editorial do Charlie Hebdo) reúne em Paris 47 líderes governamentais de todo o mundo e mais de 4 milhões de pessoas na França.

Pensamento

Como poucos, eu conheci as lutas e as tempestades. Como poucos, eu amei a palavra liberdade e por ela briguei.

Oswald de Andrade

Vídeo do Dia

Nascimento

  • 0347 — Teodósio, imperador romano (m. 395).
  • 1395 — Micaela de Valois, princesa da França (m. 1422).
  • 1503 — Parmigianino, artista italiano (m. 1540).
  • 1638 — Nicolaus Steno, cientista dinamarquês (m. 1686).
  • 1733 — Leopoldina de Sternberg, princesa de Liechtenstein (m. 1809).
  • 1755 — Alexander Hamilton, militar e político norte-americano (m. 1804).
  • 1788 — William Thomas Brande, químico britânico (m. 1866).
  • 1815 — John A. Macdonald, político canadense (m. 1891).
  • 1842 — William James, filósofo e psicólogo estadunidense (m. 1910).
  • 1852 — Konstantin Fehrenbach, político alemão (m. 1926).
  • 1856 — Christian Sinding, compositor norueguês (m. 1941).
  • 1859 — Francisco d’Andrade, barítono português (m. 1921).
  • 1864 — Augusto Severo de Albuquerque Maranhão, aviador brasileiro (m. 1902).
  • 1872 — George Washington Pierce, físico norte-americano (m. 1956).
  • 1878 — Theódoros Pagálos, militar e político grego (m. 1952).
  • 1886 — Elsa Rendschmidt, patinadora artística alemã (m. 1969).
  • 1890 — Oswald de Andrade, escritor brasileiro (m. 1954).
  • 1902 — Maurice Duruflé, compositor francês (m. 1986).
  • 1905 — Manfred B. Lee, escritor norte-americano (m. 1971).
  • 1906
  • Albert Hofmann, cientista suíço (m. 2008).
  • Jesse Hibbs, cineasta estadunidense (m. 1985).
  • 1907 — Pierre Mendès France, político francês (m. 1982).
  • 1908 — Lionel Stander, ator norte-americano (m. 1994).
  • 1911 — Zenko Suzuki, político japonês (m. 2004).
  • 1923
  • Sérgio Porto, escritor brasileiro (m. 1968).
  • Carroll Shelby, industrial e ex-automobilista norte-americano (m. 2012).
  • 1924
  • Roger Guillemin, endocrinologista francês.
  • Slim Harpo, músico norte-americano (m. 1970).
  • 1934
  • C. A. R. Hoare, informático britânico.
  • Jean Chrétien, político canadense.
  • Augusto César Vannucci, diretor, produtor e ator brasileiro (m. 1992).
  • 1935 — Goiá, radialista brasileiro (m. 1981).
  • 1941 — Gérson de Oliveira Nunes, ex-futebolista brasileiro.
  • 1945
  • António Homem Cardoso, fotógrafo e escritor português.
  • Geraldo Azevedo, compositor, cantor e violonista brasileiro.
  • 1946 — Stuart Angel Jones, revolucionário brasileiro (m. 1971).
  • 1948
  • Al Berto, poeta e editor português (m. 1997).
  • Joe Harper, ex-futebolista escocês.
  • 1955 — Max Lucado, escritor e religioso norte-americano.
  • 1957
  • Bryan Robson, ex-futebolista inglês.
  • Reinaldo, ex-futebolista brasileiro.
  • 1958 — Gil Jardim, músico brasileiro.
  • 1963
  • Tracy Caulkins, nadadora norte-americana.
  • Petra Schneider, nadadora alemã.
  • 1964
  • Patricia Pillar, atriz brasileira.
  • Marcos Cals, sociólogo e político brasileiro.
  • 1967
  • Sérgio Soares, treinador de futebol brasileiro.
  • Víctor Rivera, árbitro de futebol peruano.
  • Félix Fernández, ex-futebolista mexicano.
  • 1968
  • Tom Dumont, músico e produtor musical norte-americano.
  • Anders Borg, político sueco.
  • 1970
  • José Soto, futebolista peruano.
  • Chris Jent, ex-jogador norte-americano de basquete.
  • 1971 — Mary J. Blige, cantora, compositora e produtora musical norte-americana.
  • 1972
  • Amanda Peet, atriz estadunidense.
  • Marcelo Torrico, ex-futebolista boliviano.
  • Marc Blucas, ator norte-americano.
  • Julián Maidana, ex-futebolista argentino.
  • 1974 — Jens Nowotny, ex-futebolista alemão.
  • 1977 — Antti Pohja, futebolista finlandês.
  • 1978 — Emile Heskey, futebolista inglês.
  • 1979
  • Eduardo Martini, futebolista brasileiro.
  • Tressor Moreno, futebolista colombiano.
  • 1980
  • Geovanni, futebolista brasileiro.
  • Peçanha, futebolista brasileiro.
  • Gökdeniz Karadeniz, futebolista turco.
  • 1981
  • Ali Zitouni, futebolista tunisiano.
  • Jaime Valdés, futebolista chileno.
  • 1982
  • Denis Kolodin, futebolista russo.
  • Nattaporn Phanrit, futebolista tailandês.
  • 1983
  • Adrian Sutil, automobilista alemão.
  • Rakhim Chakhkiyev, pugilista russo.
  • 1984
  • Milena Toscano, atriz brasileira.
  • Stijn Schaars, futebolista holandês.
  • Paulo Nigro, ator brasileiro.
  • Dario Krešić, futebolista croata.
  • 1985
  • Kazuki Nakajima, automobilista japonês.
  • Raquel Tavares, fadista portuguesa.
  • Alex Cruz, futebolista brasileiro.
  • Tomonobu Hiroi, futebolista japonês.
  • 1986 — Oana Ban, ex-ginasta romena.
  • 1987
  • Steven Vitória, futebolista luso-canadense.
  • Jamie Vardy, futebolista inglês.
  • 1988 — Aislan, futebolista brasileiro.
  • 1990 — Juninho, futebolista brasileiro.
  • 1994 — Sassá, futebolista brasileiro.
  • 1997 — Cody Simpson, cantor australiano.

Falecimento

  • 0705 — Papa João VI (n. 655).
  • 0812 — Estaurácio, imperador bizantino
  • 0887 — Bosão da Provença (n. 844).
  • 1055 — Constantino IX Monômaco, imperador bizantino (n. 1000).
  • 1396 — Isidoro Glabas, bispo metropolita de Salonia
  • 1494 — Domenico Ghirlandaio, pintor italiano (n. 1449).
  • 1495 — Pedro González de Mendoza, arcebispo de Toledo (n. 1428).
  • 1771 — Jean-Baptiste Boyer d’Argens, escritor e filósofo francês (n. 1703).
  • Século XIX
  • 1801 — Domenico Cimarosa, compositor italiano (n. 1749).
  • 1882 — Theodor Schwann, biólogo alemão (n. 1810).
  • 1891 — Carl Johan Thyselius, político sueco (n. 1811).
  • 1896 — João de Deus de Nogueira Ramos, pedagogo português (n. 1830).
  • 1900 — José Antônio Pereira, desbravador brasileiro (n. 1825).
  • Século XX
  • 1945 — Ada Negri, poetisa italiana (n. 1870).
  • 1989 — José Luis Bustamante y Rivero, político peruano (n. 1894).
  • 1941 — Emanuel Lasker, enxadrista e matemático alemão (n. 1868).
  • 1950 — Karin Michaëlis, escritora dinamarquesa (n. 1872).
  • 1966 — Alberto Giacometti, artista plástico suíço (n. 1901).
  • 1971 — José Pedro de Freitas, médium brasileiro (n. 1922).
  • 1981 — Beulah Bondi, atriz estadunidense (n. 1888).
  • 1988
  • Isidor Isaac Rabi, físico estadunidense (n. 1898).
  • Janires, cantor e compositor brasileiro (n. 1953).
  • 1991 — Carl David Anderson, físico estado-unidense (n. 1905).
  • 1996 — Ênio Silveira, sociólogo brasileiro (n. 1925).
  • Século XXI
  • 2001 — Gerald Glatzmeyer, futebolista austríaco (n. 1968).
  • 2003
  • Jorge Lafond, ator, transformista e comediante brasileiro (n. 1952).
  • Maurice Pialat, cineasta e ator francês (n. 1925).
  • Robert Maertens, futebolista belga (n. 1930).
  • 2005
  • Fabrizio Meoni, motociclista italiano (n. 1957).
  • Jimmy Griffin, cantor e compositor norte-americano (n. 1943).
  • 2007
  • Robert Anton Wilson, escritor, filósofo e psicólogo estadunidense (n. 1932).
  • Solveig Dommartin, atriz francesa (n. 1958).
  • 2008
  • Edmund Hillary, alpinista neozelandês (n. 1919).
  • Pepín Bello, intelectual e escritor espanhol (n. 1904).
  • 2009
  • Pio Laghi, cardeal católico italiano (n. 1922).
  • Tommy Casey, futebolista britânico (n. 1930).
  • 2010
  • Éric Rohmer, cineasta francês (n. 1920).
  • Miep Gies, secretária e contadora austríaca (n. 1909).
  • 2013 — Aaron Swartz, programador e escritor norte-americano (n. 1986).
  • 2014 — Ariel Sharon, político e militar israelense (n. 1928).
  • 2016
  • Gunnel Vallquist, crítica literária, escritora e tradutora sueca (n. 1918).
  • Reginaldo Araújo, futebolista e treinador brasileiro de futebol (n. 1977).

Liturgia católica

São Vital, testemunha da misericórdia; converteu muitas mulheres, ao ponto delas o ajudarem

Viveu entre o século VI e VII, foi monge, ermitão na região de Gaza, na Palestina. São Vital vivia o refúgio em Cristo Jesus, na oração e na penitência. Quanto mais alguém se refugia em Deus, sendo monge ou não, vai criando um coração cada vez mais dilatado pelo amor do Senhor. Por isso, vai se tornando pessoa de compaixão, que não julga, não condena; mas vai ao encontro do outro para ser sinal de Deus.

São Vital, movido de pelo Espírito [Santo], saiu da Palestina e foi para o Egito, instalando-se em Alexandria. A sociedade daquele tempo sofria com a prostituição, mas São Vital não as julgou, não as condenou nem foi buscar a santidade, pois quem, de fato, busca a santidade, busca assemelhar-se àquele. Falando para as autoridades religiosas do seu tempo, ele disse: “Os publicanos e as meretrizes os precedem”. Jesus falou isso (Mateus, 21) e os santos buscaram ser reflexo dessa misericórdia. Denuncie o pecado, mas, sobretudo, anuncie o amor que redime, que salva.

O santo buscava, num período do seu dia, arrecadar fundos e, depois, à noite, ia ao encontro das prostitutas e oferecia o dobro [em dinheiro] apenas pela atenção delas. Ele anunciava Jesus Cristo como em Lucas 15, quando o apóstolo ele demonstra um coração de Deus, como do pastor que é capaz de deixar 99 ovelhas para ir ao encontro daquela que se desgarrou.

São Vital, testemunho da misericórdia que nos converte, converteu muitas mulheres, ao ponto delas o ajudarem. Algumas senhoras “piedosas” foram se queixar desse apostolado com o bispo e São Vital foi preso. No entanto, as mulheres que iam se convertendo foram até a autoridade eclesiástica.

Os fatos foram apurados e viu-se que era uma injustiça contra o santo. Injustiça maior aconteceu quando, já solto, continuou a evangelizar com este método ousado, mas um homem que comercializava as mulheres, o apunhalou pelas costas. São Vital teve forças ainda de deixar, por escrito, esta verdade que é atual para todos nós. Ao povo de Alexandria e dos demais lugares, ele dizia: “Convertei-vos, não deixais a conversão para amanhã”. Por isso, São Vital chamava à atenção para a conversão e, ao mesmo tempo, para o dia do juízo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: